Mineirinha n'Alemanha
Brasil - Deutschland

::Época Natalina - Parte I::

O Natal na Alemanha, segundo os donos de supermercado por aqui, já começa no final do verão (final de agosto/meio de setembro), quando todos começam a oferecer produtos natalinos como se já estivéssemos bem pertinho do final do ano. E não é que os donos de supermercado têm certa razão? De uma hora pra outra passa o outono, o inverno chega e com ele os dias ficam cada vez mais curtos. A escuridão do inverno, que já impera a partir das 5 horas da tarde, é um prato cheio para a iluminação de natal. Com a chegada da neve, então, tudo fica branquinho, misturado ao brilho da iluminação de Natal. Tudo super romântico!

 

Época natalina é época de biscoitinhos de Natal de todos e dos mais variados tipos, época de encontros com amigos, época de fazer balanço do ano que se passou e época muito propícia para donativos dirigidos a instituições de caridade, um prato cheio para os alemães que queiram se livrar daquele conhecido peso de consciência de final de ano. Também é época de correria para cumprir tudo aquilo o que se propôs realizar até o final do ano, visitar todas as pessoas que se quer visitar e é época de comprar o máximo de presentes – que, em grande parte, impreterivelmente serão devolvidos ou trocados nas lojas, que abrem quase que só para este intuito, logo depois do Natal. Época natalina também é época de ir a todos os Mercados de Natal das redondezas, ver neles o artesanato da região, levar as crianças para andar de carosssel, experimentar algumas comidas típicas (tipo Schupfnudel – um tipo de macarrão com chucrute – uma delícia!) e tomar o máximo de Glühwein (um vinho quente e misturado com temperos, que lembra muito o nosso quentão das festas juninas).

 

Pode-se dizer, por via das dúvidas, que o espírito natalino já começa a ser vivenciado no meio de novembro, na festa de São Martim. Nesta festa, quando crianças saem às ruas carregando suas lanternas acesas e coloridas (geralmente feitas por elas nos jardins de infância da cidade), elas aprendem que São Martim dividiu seu manto com uma pessoa que estava passando frio, praticando caridade e compaixão.

 

No dia 6 de dezembro chega o tão aguardado dia de Nicolaus, que mais parece um papa magrelo vestido de Papai Noel. As crianças ganham saquinhos com guloseimas, além de nozes e mexiricas ou maçãs pela passagem da data. No ambiente de trabalho, os colegas costumam também trocar pequenos presentes, chocolates ou frutas.



 Escrito por Sandra Santos às 19h36

Comente aqui: ou aqui: []

::Época Natalina - Parte II::

Antes do final de novembro, coroas de advento são vendidas com decoração natalina e as imprescindíveis quatro velas, que representam as quatro semanas que antecedem o Natal. O primeiro advento é comemorado no final de novembro, e a cada semana uma vela vai se unindo à outra, até a chegada do Natal.

Outra maneira de comemorar a entrada do advento é através de um calendário de advento, que contém 24 portinhas, geralmente recheadas com chocolate ou com um pequeno presente. A cada dia se abre uma janelinha e lá se vai um chocolatinho!….

 

As casas alemãs são muito decoradas para esta época do ano. Tudo brilha, muita janela pisca, mil luzinhas pra lá e pra cá e até jardins inteiros são decorados durante todo o mês de dezembro.

 

Quem traz os presentes de Natal aqui para a Alemanha? O Papai Noel, claro. E além dele, dizem também aqui que o Menino Jesus traz presentes. Na casa dos meus sogros, a chegada d’Ele é anunciada através do toque de um sininho e só depois de Sua passagem é que podemos entrar na sala para ver o que Ele deixou de presente debaixo da árvore…

 

Os alemães inventaram o antídoto do Papai Noel, que é o Knecht Ruprecht. Ele sabe de tudo de ruim que uma pessoa fez durante o ano e se julgar necessário, esta pessoa ganha umas chapuletadas no bumbum com uma vassoura de galhos e fica sem presente!

 

Ah, e a árvore! Aqui as árvores de Natal são árvores de verdade, que são pinheiros plantados em vaso, trazidos pra dentro de casa, plantados no jardim ou como alternativa vendidos somente em sua parte superior, o topo de um grande pinheiro, que é cuidadosamente cortado e, se necessário, reflorestado para que no ano posterior não faltem árvores de Natal em toda a Europa. Em um dia determinado pela prefeitura, todos jogam seus pinheiros fora e o caminhão da prefeitura passa coletando as bravas protetoras de mil e um presentes natalinos.

 

Taísa, minha filha de 9 anos, ainda tem certeza absoluta de que o Papai Noel existe - e ela consegue explicar isso com toda a lógica do mundo. Segundo ela, uma amiguinha dela saiu de casa com sua mãe e as duas trancaram todas as portas e todas as janelas, tendo verificado que tudo estava fechadinho antes de sairem. Ao voltarem, encontraram vários presentes debaixo da árvore de Natal. Por isso, não há dúvidas de que o velhinho realmente existe!…   

 Escrito por Sandra Santos às 19h36

Comente aqui: ou aqui: []

::A ARTE DE NÃO ADOECER - Dr. Dráuzio Varella::

Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos"

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer - "Tome decisão"

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer - "Busque soluções"

Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências"

 Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

 Se não quiser adoecer - "Aceite-se"

 A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer - "Confie"

Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste"

O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia.



 Escrito por Sandra Santos às 17h29

Comente aqui: ou aqui: []

::Dia-a-dia I::

Eu estou tão em falta com o  blog... Mas é que tem acontecido coisa demais na minha vida e as mudanças e transformações da gravidez ainda têm me nocauteado. As principais dela: muito sono e muita fome, duas atividades incompatíveis com a arte de escrever. Por outro lado, estou pensando seriamente em dar de presente pro meu próximo filho sim o mesmo presente que dei pra Taísa: um livro escrito por mim pra ele(a), contando sobre a gravidez e o primeiro ano de vida. Ontem até cheguei a procurar, mas não achei pra comprar… Blog é legal mas é passageiro, o livro fica – pra sempre.

 

Das coisas que não contei de alguns tempos pra trás até agora, uma das mais legais foi que fui à Itália visitar uma grande amiga minha, a Alê. Ela esteve de passagem aqui pela Europa junto do irmão e sua namorada e passamos um final de semana lindão juntas, tendo visitado Milão (que eu já conhecia) e Veneza – que eu amei de paixão! Nossa, nunca poderia imaginar que essa cidade fosse tão bonita e tivesse tanto charme, tanto magnetismo!!! Lá também contei pra ela pessoalmente que estava grávida e a partir daquele momento comecei a escrever sobre o assunto aqui no blog – pra não estragar a surpresa e a oportunidade de poder contar ao vivo e a cores.

 

No trabalho, tudo em paz. Novidade: vou ganhar gratificação de natal esse ano, o que já não acontecia há dois anos. O chefão me disse que apesar de eu não ter direito (segundo o meu contrato) à gratificação, ele queria me dar uma pequena quantia como sinal de agradecimento pelo bom trabalho que prestei. Chique, né? Fiquei toda feliz, mesmo não sabendo quanto monetariamente será, o mais importante – na minha opinião - é o reconhecimento!

 

Taísa vai indo super bem na escola, ela só tem alguma dificuldade em matemática. Mas em compensação a letra dela é linda e ela tem boa queda para artes – filha de peixe, peixinha é.

 

Durante a semana aconteceram duas coisas engraçadas: uma foi que eu acreditei que o meu vizinho do andar de baixo estava usando furadeira no meio da noite, e fiquei lá na cama, ensaiando a bronca que eu ia dar nele por ter se atrevido a fazer tanto barulho às 5 horas da madrugada, onde já se viu uma coisa dessas?!? Por fim, resolvi levantar e ver realmente qual era a do barulho. Adivinha: era o filtro do aquário que, pelo baixo nível da água, tinha absorvido ar e estava causando o tal do barulho, bem similar mesmo a uma furadeira. Imagine se eu tivesse ido lá reclamar ! Que fora !!! Pois é, é mesmo bom deixar a raiva passar e reagir precavidamente mais tarde. As coisas  nem sempre são o que realmente parecem ser!

 

E a Taísa perdeu o ônibus pra voltar pra casa, e tomou uma atitude ótima: foi ao supermercado mais próximo, pediu pra ligarem pra casa, pro meu trabalho e por fim pros avós e por fim achou a avó em casa, que a trouxe em casa. Ela passou um susto tão grande e teve tanto medo de eu brigar com ela (o que logicamente não fiz) que ela ficou agora um pouco ressabiada de voltar de ônibus pra casa, mas vivendo e aprendendo, né?

 Escrito por Sandra Santos às 09h12

Comente aqui: ou aqui: []

::Dia-a-dia II::

E ontem eu e Matthias fomos a um restaurante super show do shopping Lago de Constança, o Deli. O shopping em si, que não é empreendimento muito comum na Alemanha (só existem 480 shoppings na Alemanha inteira, a maioria deles bem longe daqui, e o Lago è o único das redondezas), lembra demais o Brasil e acho que qualquer brasileiro se sente meio em casa por estar dentro de um shopping, coisa tão normal para nós. O restaurante Deli então è um show de bola, não só a comida è excelente, como o atendimento è nota 10 e os shows de música são de alta qualidade. Ontem estava por lá um americano com sua guitarra, arrasando e cantando muita música bonita. E depois fomos ao cinema do shopping, recém-inaugurado. Uma boa idéia: ele oferece algumas cadeiras para duas pessoas, sem divisão entre os assentos, pra ficar mais fácil de ver o filme (ou não) agarradinho. Assistimos o “Darf ich bitten?“ com a Jennifer Lopez e o Richard Gere. Para amantes de música e dança como eu e o Matthias, foi um prato cheio.

 

E o meu gatinho está tão feliz no seu emprego, eu fico toda feliz por ele também. O trabalho dele tem ficado cada vez mais complexo, pois estão ensinando cada vez mais tarefas para ele e ele já ajuda o chefe da seção. Ele se integrou super bem por lá e está satifeito com tudo. Como a vida muda assim da água pro vinho de uma hora pra outra, né? O trabalho anterior dele era uma “m”, com chefe azucrinando e condições miseráveis de trabalho. Ele merece!

 

Com o neném, já comecei a pensar em dois pontos: como vou fazer com o apê, que só tem dois quartos, e se procuro um hotelzinho ou uma au-pair para o baby, já que o Matthias pretende continuar a trabalhar, se ele for contratado. Por enquanto estou olhando… Mas acredito firmemente que as coisas se arranjam quando a gente quer muito e no final tudo dá certo, basta acreditar.  

 Escrito por Sandra Santos às 09h11

Comente aqui: ou aqui: []

::Sítio do Ipê Amarelo::

Minha família está chique demais e cada pedacinho dela está plantando na internet os frutos que vai colhendo mais adiante. Agora só falta eu e a Rê: meus pais têm a pousada no Espírito Santo e agora meu irmão montou o mais novo empreendimento da família, o Sítio do Ipê Amarelo (nome, aliás, super simpático, que muito lembra o saudoso Sítio do Pica Pau Amarelo da nossa infância!). Pois bem, no sítio do Ted, que fica bem pertinho de Beagá, dá pra voltar àqueles bons tempos, deitar na rede, ter tempo pra observar tudo ao redor e deixar os meninos correrem soltos entre os bichos e a natureza. Eu não o conheço (ainda) ao vivo e a cores mas as fotos do site prometem! O sítio pode ser alugado para churrascos, finais de semana ou por temporada. Vale a pena conferir!!!



 Escrito por Sandra Santos às 19h02

Comente aqui: ou aqui: []

::Recordar é viver::

O aniversário da Taísa no final de semana retrasado foi uma verdadeira maratona de sábado às 15hrs. Até domingo às 18hrs., quando foram embora os últimos convidados e algumas criancas retardatárias. Deu tudo certo com as brincadeiras todas que tinha planejado, que no final levava a um tesouro cheio de guloseimas e uma agendinha para cada participante. Neste meio-tempo as criancas comeram até dizer chega (pizza!) e à noite, depois do final da 2a. parte das brincadeiras,  ainda teve filme em DVD. Pra colocar toda a meninada (7) na cama demorou um pouco, e quando tudo parecia ficar calmo, perto da meia-noite, o Matthias ainda teve grande prazer em passar o maior susto nos meninos, entrando na sala pé ante pé na escuridao. No outro dia todos acordaram perto das 8h. da manhã, sendo que às 4h. da madrugada tive que dar uns gritos para algumas meninas pararem de bater papo. Tomamos um senhor café da manhã e depois os meninos brincaram, cada um na sua. Antes disso, começaram uma enorme batalha de travesseiros na sala e quando cheguei aqui pra dar uma bronca, percebi que o ator principal da guerra era... o Matthias! Ele brincou até com as criancas e n'uma hora todas as 7 estavam lutando contra ele, tentando tomar-lhe a cadeira, o que não foi possível pois o maior menino da casa é muito forte. Às 13h., quando acertei das
crianç serem buscadas por seus pais, estes eram recepcionados com a pergunta "por que você chegou tao cedo?".
Pode?!? Sinal de que gostaram da festinha de aniversário! Duas crianças ainda ficaram até mais tarde e a partir deste momento alguns amigos, pais das crianças, chegaram e foram ficando, além de eu ainda ter recepcionado meus sogros no final da tarde. Ao todo, foram 3 bolos embora no domingo. Que sorte que eu tinha comprado tantos bolos! A Taísa ganhou muitos presentes, recebeu vários telefonemas de gente legal (vovó Eny, tia Renata, Fabienne, tia Barbara...) e a-d-o-r-o-u o aniversário, sendo que agora já começou a contar quantos dias faltam para o Natal!.... Criança nao tem jeito, né? :-)

Segunda-feira passada eu e Taísa fomos ao ginecologista juntas. Ela fez mil e uma perguntas para saber como todos os aparelhos funcionavam, como se tirava sangue, o que era isso, o que era aquilo, e foi pacientemente super bem tratada pelo pessoal que trabalha com o meu médico.
Achei uma gracinha. Eu avisei pra ela como seria o procedimento para ver o neném na ultra-sonografia e ela ficou meio incucada com "onde fica exatamente esse lugar" e se "doeu" pra fazer o exame. Expliquei que nao dói nada e o neném deu o maior show, mexendo até e até abrindo bracinhos e perninhas, como num "oi" de corpo inteiro virtual. A Taísa adorou a experiência, ganhou uma cópia da ultra-sonografia só pra ela (o bebê está agora com 5cm!), bombardeou o médico com perguntas e disse que de agora pra frente ela vai ir comigo em toda consulta. Que gracinha dela, né? :-)



 Escrito por Sandra Santos às 16h36

Comente aqui: ou aqui: []

::Sorry everybody::

Achei uma página na internet que reúne millhões de pedidos de desculpa ao mundo pela vitória do Bush, como a abaixo.

Não percam!!!



 Escrito por Sandra Santos às 07h57

Comente aqui: ou aqui: []

::Compras na Alemanha::

Pode parecer louco, mas aparelhos elétro-eletrônicos tendem a ser mais baratos aqui na Alemanha do que no Brasil. Por outro lado, comida, restaurante e tudo o mais que tem a ver com gastos em mão-de-obra direta costuma ser caro. Isso porque os profissionais aqui são bem pagos, não importando a profissão que eles exerçam. Assim, tomar um simples cafézinho pode vir a ser uma fortuna, se comparado aos preços em reais, mas a compra de um secador de cabelos ou de outro aparelho eletrônico qualquer pode ser uma bagatela. Preste atenção só na voltagem: enquanto aqui tudo é 220 V, no Brasil é 110 V. Mas existem muitos aparelhos bivolts no mercado.   

 

Alemão adora fazer uma pechincha (a lei do « Geiz ist geil » - que significa, mais ou menos, pechinchar é um barato). Para vocês terem uma idéia, a empresa que mais vende roupas na Alemanha é um supermercado, a rede Aldi. Este supermercado é conhecido por oferecer não só roupas, mas naturalmente produtos alimentícios, sapatos, aparelhos eletrônicos e até móveis, sempre combinando boa qualidade com preço baixo. Esta característica não foi só descoberta por esta cadeia de supermercados e vários outros supermercados tais como Lidl, Penny Markt, Plus e Minimal (Rewe), dentre outros, repetem a receita do sucesso do Aldi, em maior ou em menor escala. A guerra do preço baixo se instalou por aqui e quem sai ganhando com isso é o consumidor.  Mas com a chegada do euro muitas pessoas tiveram que constatar, com pesar, que os preços continuaram os mesmos que eram em marcos e portanto duplicaram de valor. Principalmente no caso de roupas, uma calça que custava antes 50 marcos custa agora 50 euros (aproximadamente 100 marcos) e olhe lá! É uma oferta! Não perca a oportunidade!

 

A igreja do alemão parece ser o templo das compras. Antes de um feriado qualquer pode-se observar aqui que as pessoas saem para comprar como se estivessem próximas a enfrentar uma guerra ou como se suas prateleiras e a geladeira em casa estivessem absolutamente nuas. Os horários de funcionamento das lojas ainda continua sendo um motivo de grande discussão dos políticos alemães, mas alguns domingos em cada cidade são reservados como “dias das portas abertas” onde todas as lojas de uma determinada cidade abrem as portas para dar entrada ao consumo camuflado em lazer.



 Escrito por Sandra Santos às 18h04

Comente aqui: ou aqui: []

::Zero grau::

Todo ano me esqueço de como o frio dói. Dói no corpo e na alma. Desde ontem meu carro está dormindo na rua, pois como a garagem daqui de casa fica numa inclinação muito elevada, tenho medo de nevar de uma hora para a outra e de eu não conseguir sair para o trabalho com ele. Hoje pela manhã foi a primeira vez neste ano que tive que retirar uma leve camada de neve grudada nas janelas do meu Brasileirinho. Alguns preciosos minutos perdidos e, de quebra, mãos congeladas. O frio dói demais e uma gripe chata está tentando nos pegar, a mim e ao Matthias. Também pudera, pois de dois dias pra cá a temperatura caiu aproximadamente 10 graus e agora já atingimos 0°C durante a noite…. Já marquei horário semana que vem pra mandar trocar os pneus do meu carrinho e mandar fazer um check-up de inverno na máquina. O frio dói, a neve está por vir e por isso tenho que cuidar da nossa segurança. Agora são alguns meses de muitos chás e bebidas quentes, apartamento, trabalho e carro sob o quentinho da calefação, roupas pesadonas, quase sempre escuras, dias cinzas e curtos, noites longas e muito, muito negras e a esperança de que o frio nos deixe mais uma vez o mais rápido possível – pra voltar no final do ano novamente… Ai, o frio dói demais! E olha que aqui no sul da Alemanha o inverno é bem mais leve do que no norte! Já aprendi a gostar do lado bonito do inverno, mas não deixo de sentir ffffffrrrrrrrrriiiiiiiiioooooo.



 Escrito por Sandra Santos às 17h37

Comente aqui: ou aqui: []

::Quase não entendo mais nada::

Fiquei sabendo com pesar da morte do cineasta holandês, em plena luz do dia e no meio da rua, que tinha feito um filme contra o islamismo, apontando como as mulheres são tratadas nesta religião. Como sempre é um erro ter opinião própria neste mundo, se a opinião não vai de encontro aos pensamentos que estão valendo ou querem valer. A repercussão dentro do país não deixa de mostrar que a escalada rumo ao insustentável está mais próxima do que se imagina: desde semana passada, três mesquitas foram depredadas e hoje uma bomba foi colocada na entrada de uma escola de maioria muçulmana. São jovens holandeses de extrema direita, que justificam a violência com mais violência e dão vazão a seu preconceito, à sua frustração, à sua incapacidade de analisar e entender um pouco do mundo que os rodeia e de achar um cantinho que os deixe fazer sentido, de se sentirem inseridos no meio, parte da vida. Sei lá, acho que o mundo está andando pra trás a passos largos e quase não entendo mais nada.



 Escrito por Sandra Santos às 18h59

Comente aqui: ou aqui: []

::2 anos depois, artigo sobre o caso Suzane Richtofen::

A violência de uma filha contra os pais, a ponto de levar ao homicídio, é obviamente um caso isolado, raríssimo. Mas é um ato de que presta a nos ensinar sobre uma tendência visível entre jovens: a de não saber lidar com os limites e com a frustração. É uma situação de escravização ao desejo, alimentada por uma sociedade que estimula a satisfação imediata das vontades. Essa é a radicalidade do consumismo. Viver é satisfazer imediatamente os desejos.

Suzane Richthofen disse que, ajudada pelo namorado, matou por amor. O pai, um engenheiro, e a mãe, uma psiquiatra, não gostavam do namorado e estariam inviabilizando o relação. Como não conseguiu a autorização para manter o relacionamento e não queria fugir de casa, até porque não sabia como iria assegurar o ótimo padrão de vida, optou pelo assassinato.

Ela se comportou como uma menina que, por causa de um brinquedo, faz escândalo na porta da loja, indiferente ao desespero e à dor dos pais. Vemos hoje, com muita freqüência, jovens que não conseguem sair da infância, que são egoístas e auto-centrados. Agem com a irresponsabilidade de uma criança, mas com a força e a astúcia de um adulto. Há tempos, educadores, professores e psicólogos têm alertado sobre a crescente dificuldade de impor limites em sala de aula, sobre a arrogância dos alunos que descamba para o desrespeito e a violência, sobre o consumo excessivo de drogas, principalmente álcool, e sobre uma atitude de descaso, do tipo: “tanto faz”ou “Dane-se”. Os noticiários policiais estão repletos de jovens que usam de extrema violência no trânsito, nos bares, no lar, nos relacionamentos amorosos, nos colégios etc. Tudo isso com a absurda conivência dos pais e das autoridades. Não é raro vermos a garotada bebendo e fumando até altas horas da madrugada. Até ai tudo bem, pior quando não estão fazendo uso de drogas. Para alguns pais, os filhos têm sempre razão, nunca erram. O errado são sempre os outros. Já passei por cada uma no esporte que daria para escrever um livro. Devemos lembrar que nossos filhos erram e erram muito. Eles não são diferentes dos outros. Reconheço: admitir erro e fracasso de filho é muito difícil.

Virou tema rotineiro nos seminários de educação o prejuízo causado nas crianças e adolescentes por uma sociedade que reverencia o consumo e, ao mesmo tempo, por pais que não enfrentam a frustração dos filhos. Os pais por algum motivo, excedem na proteção aos filhos, fazendo por eles tarefas e obrigações que deveriam ser feitas por eles, o que os tornam inseguros, medrosos e sem iniciativa nas práticas esportivas e no cotidiano (super-proteção dos pais). “A facilidade é especialista em fabricar fracos e frustrados” (Padre Vasconcelos).

Para ler o artigo completo, clique aqui.



 Escrito por Sandra Santos às 18h50

Comente aqui: ou aqui: []

::Bush e dia-a-dia::

Não gostei da reeleição do Bush... Eu não segui muito o decorrer da campanha, mas achava que qualquer outro candidato a não ser o dito cujo deveria ganhar as eleições. Mero engano! Decepção total.

 

Esta semana o Matthias está trabalhando de 2 da tarde às 10 da noite e a Taísa está de férias com os avós no norte da Alemanha. Isto significa que aqui em casa restaram os peixes e o Tigre pra me fazer companhia durante a noite. Tenho tentado ficar acordada até tarde e jantar com o Matthias, pra colocar a conversa em dia e aproveitar um pouquinho de sua presença, mas hoje de manhã foi dureza levantar, então vou ter que mudar isso um pouco e ir mais cedo para os braços de Scarlet (minha cama).

 

Tenho quebrado a cabeça pensando em como acomodar duas crianças num só quarto, já que só temos um quarto de criança aqui em casa. Se for menina, menos mal. Se for menino, vou ter que usar da criatividade mesmo. Alguma idéia, além de usar uma cama de dois andares?

 

Hoje estava todo mundo no trabalho meio cansado, desanimado e meio pra baixo. Achei que era só comigo, porque estou grávida, mas constatei que muitas pessoas estavam se sentindo assim. Será por quê? Será que è porque o inverno chegou mesmo e as temperaturas tenderão a cair rapidamente? Deus queira que não!

 

Achei uma empresa na Internet que vende roupas para grávidas super fofas, elegantes e por um preço bem acessível. Fiz a festa e comprei duas calças, uma delas bem chique, boa para ir trabalhar, além de uma salopete e um macacão jeans. Estou doida pras roupas chegarem !!! E minha super-mamãe também já mandou um pacotinho com algumas roupas para eu usar com barrigão, achei o máximo e fiquei toda toda pelo apoio incondicional dela. Obrigada mamãe !!! Nunca vou esquecer deste presente e do seu carinho!!!

Foto des Artikels des VerkäufersFoto des Artikels des VerkäufersFoto des Artikels des VerkäufersFoto des Artikels des Verkäufers



 Escrito por Sandra Santos às 17h58

Comente aqui: ou aqui: []

::Dido - Sand in my shoes::

Two weeks away feels like the whole world should have changed
But I'm home now, and things still look the same
I think I'll leave it till tomorrow to unpack, try to forget for one more night
That I'm back in my flat
On the road where the cars never stop going through the night
To a life where I can't watch the sun set, I don't have time, I don't have time

[Chorus:]
I've still got sand in my shoes, and I can't shake the thought of you
I should get on, forget you but why would I want to
I know we said goodbye, anything else would have been confused
But I wanna see you again

Tomorrow's back to work and down to sanity
Should run a bath and then clear up the mess I made before I left here
Try to remind myself that I was happy here
before I knew that I could get on the plane and fly away
From the road where the cars never stop going through the night
To a life where I can watch the sun set and take my time, take all our time

[Chorus]

Two weeks away, all it takes to change and turn me around I've fallen
I walked away, and never said, that I wanted to see you again

 

O último CD que comprei – e amei: Dido! Life for a Rent, só o nome do CD já é uma amostra-grátis da simplicidade, inteligência e grandiosidade desta artista. Estou ouvindo e viajando com ela… Você também?



 Escrito por Sandra Santos às 19h04

Comente aqui: ou aqui: []

::Estamos grávidos::

 

Muitíssimo obrigada pelas palavras de carinho, força e por todas as energias positivas que andei recebendo aqui neste blog e fora dele nos últimos dias (vide a linda homenagem da Pati, post de 26 de outubro)!!! O bebê também agradece penhoradamente, mesmo que de maneira virtual. A não ser pela minha mania dos últimos tempos de comer – demais - e de dormir (muito!), tudo tem estado bem comigo e estou feliz!!!

 

Eu pulei da cama e o futuro papai Matthias estampa um sorriso no rosto, mesmo dormindo. A Taísa já andou fazendo uma lista enorme de nomes para ajudar na escolha do nome do seu irmãozinho (ou irmãzinha, ainda não sabemos o sexo do bebê). Ela planeja ajudar nos cuidados com o novo habitante de nossa casa e eu acho isso o máximo, assim como eu tive a oportunidade de cuidar da minha irmã e brincar de boneca “de verdade” com ela.

 

Já pensei em escrever um livro offline assim como escrevi para a Taísa, já pensei em criar outro blog, mas afinal sou eclética demais pra conseguir escrever só sobre um assunto, ainda que este assunto seja um dos mais importantes da minha vida, meu 2° filho. Espero que entendam e que não tenham que procurar muito pelas notícias da gravidez, em meio a tantas outras idéias / novidades / pensamentos do meu blog. Todas as sugestões de nome serão muito bem-vindas!!!

 

Pra vocês, um ótimo feriado e espero que tenham curtido alguma festa de Halloween ontem à noite, assim como eu. Beijo!


 Escrito por Sandra Santos às 10h26

Comente aqui: ou aqui: []

::Caetano Veloso decepciona - e muito::

O Caetano deu um show dia 26 de outubro passado em Amsterdam. Eu que já fui a um show dele há alguns anos aqui na Alemanha e adorei, tendo encontrado lá o Caetano que sempre conheci em seus discos, acabo de receber este desabafo de uma brasileira que esteve lá em Amsterdam e foi conferir seu show:

 

“Resolvi assistir a um Show do Caetano Veloso aqui em Amsterdam para matar a saudade do meu querido Brasil. Nunca tinha ido a um show dele antes, mas sabem como é, longe de casa os valores sao outros.


Fomos eu e mais tres amigas sedentas de Bossa Nova. Logo que ele se apresentou ele comecou dizendo que nao falava holandes, porém em ingles, e que também nao falaria portugues por se tratar de uma língua que era minoritário o número de pessoas ali que entenderiam. Só aí, eu já quis vaiá-lo e levantar da cadeira para que ele visse quem era a minoria.


Assim ele comecou o show, cantando uma música brasileira e logo em seguida partiu para o repertório em ingles. Depois de uma meia dúzia de cancoes o povo naturalmente comecou a pedir: - "OH! Caetano canta portugues, porra! E daí por diante, só foram reclamacoes e pedidos em vao para que ele cantasse suas músicas brasileiras. Bem, depois que ele ficou de saco cheio de ouvir, inclusive dos estrangeiros, pedindo o "Caetano do Brasil" ele resolveu dizer o seguinte: Eu fui convidado a fazer esse disco e me concentrei muito para compor as cancoes. É a primeira vez que sou convidado a cantar na Holanda, em Amsterdam, e é esse o show que eu preparei e é também isso que voces vao ouvir. Como eu já disse a voces, eu devo respeitar as pessoas que nao falam portugues, e se tem tres ou quatro portugueses que moram aqui, esses devem falar ingles. Diante desse discurso todo, grita uma holandesa atrás de mim: Eu entendo portuguis, com aquele sotaque típico. Aí ele pergunta: - Entende prá caralho? E pede para que ascendessem a luz da plateia para ver com quem ele estava conversando. Um outro levanta e fala: - Eu paguei um show brasileiro e quero ouvir músicas do meu País. Ele responde: - Cala a boca. E o show continuou... claro "of course" em ingles.


Depois de mais meia dúzia de músicas em ingles, e claro aplausos da minoria, ele se tocou e comecou a concertar a "cagada" que ele tinha feito. Abriu os bracos e disse que amava o Brasil, que sua língua era o Portugues e blá,blá,blá... daí ele comecou entao dar uma canja aos brasileiros de ouvir suas músicas e histórias.Falou de Joao Gilberto, Carmem Miranda, e mais outros causos que eu nao entendi tudo, claro, meu ingles nao é bom como ele pensa, mas por final ele cantou mais algumas em portugues fez seu charminho, deu umas desmonhecadas e o povo foi ao delírio por alguns instantes, até ele voltar para o seu ingles.


Para terminar o show ele nos deu a canja cantando, "Love me tender" do nosso falecido Elvis. 
Voces podem imaginar a decepcao e frustacao das pessoas que pagaram um ingresso de 50,00€ para ver o tao famoso "Caetano do Brasil". 

Bem, no próximo final de semana ele cantará em Paris, vejamos qual será a reacao de nossos simpáticos franceses”.



 Escrito por Sandra Santos às 10h07

Comente aqui: ou aqui: []
Meu nome: Sandra
Aniversário: Dia de sorte
Signo: Virgem


Gosto:
De melancia
Laranja
Sol
Viajar
Bater papo
Rodar o mundo

Não Gosto:
De cinza
Monotonia
Chuva

Ouço:
Norah Jones
John Mayer
Marisa Monte
Adriana Calcanhoto
Legiao Urbana
Cazuza
Milton Nascimento
Toquinho e Vinícius
JAZZ
BOSSA NOVA
MÚSICA COM LETRA INTELIGENTE OU BATUQUE BOM =D
MPB

Vejo:
Eu nao sou de ver TV, sou mais de ler e escrever... mas adoro cinema!

Leio:
Vá onde seu coração mandar - Susanna Tamaro
Utta Danella
Paulo Coelho
Geraldo Eustáquio de Souza
Meu perfil
BRASIL , Mulher , de 26 a 35 anos , Portuguese , German , Cinema e vídeo , Informática e Internet , Viagens, Leituras...
MSN -



Histórico
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004
01/01/2004 a 31/01/2004
01/12/2003 a 31/12/2003
01/11/2003 a 30/11/2003
01/10/2003 a 31/10/2003
01/09/2003 a 30/09/2003
01/08/2003 a 31/08/2003
01/07/2003 a 31/07/2003
01/06/2003 a 30/06/2003
01/05/2003 a 31/05/2003

Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Pousada Ilha do Sol
Sítio do Ipê Amarelo
Viver na Alemanha
Manual para a Alemanha
Mundo Pequeno
Companhia para Crescer
Warrior of the Light
Karey Lorena
Patilein
Trocando Figurinhas
Zero Grau
UOL
UOL SITES


 


 



Blogs que leio:
Daniel Eisheiliger
Ar de Amor
Consulta Sentimental
Indizível
Trocando Figurinhas
Tricotando



Site Meter