Mineirinha n'Alemanha
Brasil - Deutschland

::tReM dE dOiDo::

Voltando à mineirice, hoje passei de carro de frente pra estação ferroviária da cidade e vi aquele mundo de gente chegando de manhãzinha (pra trabalhar?) aqui, enquanto eu ia a outra cidade (aliás colada aqui, só 8 km da minha casa) pra trabalhar… Trem de doido, sô!!! Uma amiga minha vai bem mais longe pra trabalhar, ela trabalha em turismo, e outro dia ela ficou conhecendo outra conhecida que trabalha na mesmíssima função e cidade onde ela trabalha, e que sai de lá todo dia pra vir trabalhar aqui… Dava pras duas trocarem! E por aí vai... Muito doido.

 

Às vezes me pego pensando na loucura da vida, nas mil e uma conexões, ligações, em tudo que um depende do outro, nos mil e-mails, faxes, telefonemas (e na mágica disso tudo), conversas, acertos e desacertos, reflito sobre as loucuras do dia-a-dia e aí vem aquele sentimento muito meu velho conhecido de que viver é feito estar fazendo mudança ou construção constantemente, pois tudo não pára de mudar, retornar, sumir, surgir… A vida é muito louca e pra gente que pensa demais feito eu, às vezes complexa demais. Dá quase para queimar fusível…

 

Ontem descobri um local onde dá pra desligar do mundo todo, de repente tudo faz sentido e nada mais te incomoda: velejar! Meu chefe finalmente me convidou pra ir dar uma voltinha, Matthias e Taísa também foram convidados e tivemos a maior sorte, pois estava o maior verãozão, céu azulíssimo e bastante quente, além de vento adoidado!!! Chefinho disse que um dia assim só se acha 2-3 vezes por ano. Que sorte a nossa, não? E de lá o lago é mil vezes mais bonito, a gente não pensa em nada de mais nem de menos e só dá mesmo pra curtir a paisagem, tomar uma cervejinha e agradecer a Deus pelo momento tão especial, tão maravilhoso, tão único… De repente senti uma sensação de liberdade que nunca tinha sentido antes. O lago passou a ter um brilho especial que ainda não tinha tido antes, apesar de eu já ter andado tantas vezes de barco pelo Bodensee afora. Depois do passeio fiquei olhando pros caminhos que faço diariamente e pensando como a gente aceita que os olhos se acostumem ao costumeiro, como a gente se acostuma a não ver nada mais do que o normal e com isso acaba perdendo mil e uma oportunidades de ver a vida de outra maneira, mesmo estando pertinho de casa. Não precisa ir muito longe não….

 

Depois de amanhã meus pais chegam, amanhã minha maninha. Se eu der uma sumida, estou aproveitando a presença deles aqui! Fiquem com Deus!!!



 Escrito por Sandra Santos às 18h24

Comente aqui: ou aqui: []

::Coluna::

Escrevi um texto um tanto quanto provocativo para a minha coluna. Heda, para você e para quem mais quiser me conhecer mais um pouquinho e prestigiar a coluna, aguardo sua visita no Viver!



 Escrito por Sandra Santos às 15h26

Comente aqui: ou aqui: []

::Admirável chip novo::

Pra comemorar mais um final-de-semana com muita música, sol, temporal, risos, amigos, batidas, churrasco, cinema, aqui mais uma música da Pitty, sugerida pelo Dígito e realmente super boa. Quanto de nós ainda é humano e quanto é programado geneticamente, comandado pelos outros, decidido pela sociedade que nos cerca? Não nos deixemos robotizar jamais!!!

 

Admirável chip novo

 

 

 

 

Pane no sistema alguém me desconfigurou
Aonde estão meus olhos de robô?
Eu não sabia, eu não tinha percebido
Eu sempre achei que era vivo
Parafuso e fluído em lugar de articulação
Até achava que aqui batia um coração
Nada é orgânico é tudo programado
E eu achando que tinha me libertado
Mais lá vem eles novamente e eu sei o que vou fazer:
Reinstalar o sistema

Pense, fale, compre, beba
Leia, vote não se esqueça
Use, seja, ouça, diga
Tenha, more, gaste e viva

Não sinhô, Sim sinhô, Não sinhô, Sim sinhô...



 Escrito por Sandra Santos às 15h05

Comente aqui: ou aqui: []

::Alemanha 30 graus::

Aqui tá um calorão danado. Tipo calor brasileiro, desse pegajoso, com alta umidade no ar, sabem qual é? ;-) E de madrugada ou de tardinha vêm as chuvas, ou temporais mesmo. Hoje de madrugada a cidade toda acordou com os relâmpagos e trovões, que de tão altos e mesmo e ensurdecedores eram capazes de acordar até defunto. A noite virou dia e eu saí correndo pela casa, fechando as janelas, limpando o chão do banheiro (moramos sob o telhado e algumas janelas são inclinadas, dentro do telhado), tudo isso com medo de cair algum raio aqui dentro de casa. Semana retrasada caiu uma chuva de granizo em uma região bem pertinho daqui, muitos fazendeiros perderam sua colheita, sótãos foram inundados e vários bens móveis e imóveis foram danificados pelo temporal e pelo granizo. Quando vi no jornal nem acreditei. Por enquanto praticamente ainda não tivemos verão por aqui, há algumas semanas atrás ainda estava usando pulover pra ir trabalhar… Mas parece que agora que meus pais estão chegando felizmente o verão chegou com força total, pra gente suar muito, passar muito tempo fora de casa, na praia (no lago), com amigos, perto da natureza, fazendo churrascos… E o melhor é que o dia é bem mais longo do que no Brasil, aqui praticamente fica escuro às 10hrs. da noite, então dá pra aproveitar bastante o dia.

 Escrito por Sandra Santos às 17h37

Comente aqui: ou aqui: []

::Ciclos::

Finalmente consigo ouvir o CD da Pitty. Aliás, estou ouvindo-o no momento. Meus Deus, muito obrigada pelos avanços tecnológicos! É tão bom estar tão longe mas ao mesmo tão perto! E desde antes de ontem tenho e-mail com acesso fora da empresa e internet no meu computador na empresa. É ser muito chique, na realidade hoje tudo isso é trivial hoje em dia, mas na minha empresa eu estava dividindo um computador com internet e e-mail com todos os outros funcionários da empresa e agora tenho tudo no meu computador, só pra mim e isso é bom demais. E o melhor é ficar ouvindo música da terrinha com fones de ouvido quando faço algum trabalho chato e repetitivo (que aliás quase não acontece). Estou tendo a oporturnidade de me atualizar em termos de música brasileira, estou ouvindo tudo o que aparece pela frente pois minha sede de atualização é grande demais. Estou percebendo uma atualidade muito grande nas letras das músicas das novas bandas brasileiras, muita sensibilidade, muito questionamento; ainda bem, não é só bundinha pra lá, peitinho pra cá! Ainda há muitas mentes pensantes e conscientes do outro lado do Atlântico!

Lendo a Silvia do Consulta Sentimental, também tomei uma decisão meio irracional e ainda estou precisando de umas horas de sono a menos para me acostumar com a idéia do que pode vir a ser. Mas é aquela velha estória: melhor me arrepender pelo que fiz do que pelo que não fiz. E muito pensamento positivo para todos nós e muito amor, pois o resto é resto! 

Daqui a 10 dias meus pais chegam. Por isso agradeço muito também a Deus. É uma benção eu poder receber a visita deles a cada dois anos. Acima de tudo agradeço a Deus por eles estarem sadios e terem a disposição de fazer uma viagem tão longa como essa pra visitar suas filhas. Agradeço de montão mesmo.

 

Sabe aquela estória de que quando você pára de lutar conta as coisas e não reclama, mas faz algo contribuindo para atingir algum objetivo importante para você, sabe que isso funciona muito mais do que muita reza e muita cara fechada de insatisfação? Pois é, funcionou comigo. Eu passei um tempão chateada porque não tinha muitos amigos e passava muitos finais de semana entre a decisão de ficar em casa ou de sair sozinha. Há algumas semanas isso mudou e estou tendo uma vida privada muito legal, digna da Taísa, que vive com a agenda lotada. Pois é, o Matthias resolveu sair da caverna, a Taísa tem achado até tempo na sua agenda pra gente e temos feito vários programas legais juntos. E quando ficar mais calmo de novo, vou procurar não reclamar, mas ficar na minha, pois muito da vida acontece em ciclos. 

 

Emboscada - by Pitty

Pra que me dizer, se não é capaz?
Te pego na saída e vamo vê quem vai ficar
Pra quê me dizer, se não é capaz?
Te pego na saída e vamo vê quem vai ganhar
Quem vai ganhar?

Reze suas preçes e não conte com ninguém
Veja tudo como se não houvesse amanhã porque
Parece um dia tão normal
Mas em cada esquina você pode vacilar, e então
Vê se se cuida, rapaz
Então, estamos quase quites
Se ainda não percebeu isso é uma

Emboscada, armadilha
Emboscada, armadilha

Se cada ação traz junto uma reação
Você sabia que essa hora ia chegar e
Mesmo assim se escondeu
E eu, cada vez mais perto, esse jogo é meu
E então é xeque-mate, rapaz
Então, fim de festa pra você
Se ainda não percebeu, isso é uma

Emboscada, armadilha
Emboscada, armadilha

Reze suas preçes e não conte com ninguém
Veja tudo como se não houvesse amanhã



 Escrito por Sandra Santos às 17h30

Comente aqui: ou aqui: []

::Olhem só...::

A quadrilha foi ontem e foi ótima!!! O pessoal é super legal, a turma super animada e a quadrilha deu muito motivo pra risada e divertimento, do padre alemãozoca às roupas típicas. Meu mundinho tem rodado a mil por hora, muita atividade dentro e fora do horário comercial. Mas tudo super, super bem, gracas a Deus! Em duas semanas meus queridos pais estão chegando...  Iupi-pi! E olhem só o que acabo de achar na internet... dedico ao meu gato Matthias:

EQUALIZE
(Pitty)

As vezes se eu me distraio
Se eu não me vigio um instante
Me transporto pra perto de você
Já vi que não posso ficar tão solta

Me vem logo aquele cheiro, que passa de você pra mim num fluxo perfeito
Enquanto vc conversa e me beija, ao mesmo tempo eu vejo, as suas cores no seu olho tão de perto
Me balanço devagar, como quando vc me embala o ritmo rola fácil parece que foi ensaiado

E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é

Eu vou equalizar você, numa freqüência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção, pra poder te gravar em mim

Adoro essa sua cara de sono e o timbre da sua voz que fica me dizendo coisas tão malucas
E quase me mata de rir quando tenta me convencer que eu só fiquei aqui
Porque nós dois somos iguais

Até parece que você já tinha o meu manual de instruções, porque você decifra os meus sonhos
Porque você sabe o que eu gosto, e porque quando você me abraça, o mundo gira devagar
E o tempo é só meu e ninguém registra a cena, de repente vira um filme todo em câmera lenta
E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é
Eu vou equalizar você, numa freqüência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção, pra poder te gravar em mim...



 Escrito por Sandra Santos às 17h13

Comente aqui: ou aqui: []

::Quadrilha::

Ontem foi um dia super animado pois estivemos na casa de uma amiga, primeiro participando de um brunch brasileiro e depois treinamos uma quadrilha bem animada. É que somos um grupo de brasileiras que moram no sul da Alemanha e no norte da Suíça e como no próximo sábado acontecerá uma festa de integração latino-americana em Constança, escolhemos o tema “festa julina” pra matar a saudade de dançar, comer e beber; tudo típico da terrinha, como nos bons tempos… No início os maridos / namorados / parceiros alemães não queriam participar, mas depois muitos foram convencidos e no final, depois de muita discussão (ainda mais para conseguir montar uma quadrilha que agradasse a gregos e troianos – pois somos brasileiras do norte ao sul do país), conseguimos dançar a bendita e arrumamos até um casal de noivos e um padre para a festança. Na próxima quinta vou fazer queijadinha junto de outra brasileira, na sexta vamos treinar mais um pouquinho e no sábado vamos fazer trancinha, vestir vestido de renda, arrumar os “moçoilos” e cair na dança… Boa semana pra todos vocês!

 Escrito por Sandra Santos às 17h55

Comente aqui: ou aqui: []

::Ilusão::

Recebi uma ligação durante a tarde, no trabalho. O vovô Rudolf queria buscar a Taísa no Hort pra ir com ela no centro da cidade, já que hoje um time de futebol famoso, o Schalke 04, está visitando a cidade. As educadoras do Hort comentaram que a Taísa na realidade não foi com ele pro centro, mas sim ele foi com as educadoras e com as outras crianças do Hort pro centro… Elas contaram que ele olha todo com cara de “pidão” quando propõe sair com ela pra nadar ou pra fazer algum programa junto dele. Comentaram que ele terá a maior dificuldade de enfrentar a adolescência da neta, quando o seu lugar de acompanhante for tomado por um namorado… Rimos da situação, me despedi delas e fiquei lá na entrada do Hort, esperando… Tinha acertado com os dois às 17:00, de frente para o Hort. 17:10 e nada, comecei a ler o livro do João Ubaldo Ribeiro, quase 17:20 e ele finalmente chegou e disse que a Taísa continuava pulando num pula-pula, armado na praça principal da cidade, e que não queria sair de lá. Acertei com ele 20 minutos mais tarde, de frente para a biblioteca da cidade, pois tinha ainda que ir aos Correios antes de levar a Taísa para a ginástica, às 18:00 horas.

 

Às vezes eu odeio a Alemanha. Não que eu acredite que fosse amar incondicionalmente o Brasil em todos os sentidos, se tivesse continuado a morar lá. Mas é que eu fui aos Correios levar um aparelho que estava na garantia e que estava devolvendo para receber um novo, tudo sem custos adicionais, pois a empresa tinha me enviado uma etiqueta da DHL, cobrindo os custos de envio. Tinha achado o máximo, super organizado e eficiente, mas ao chegar nos Correios, ignorando uma fila enorme e indo direto a uma das funcionárias, ela me disse que eu não poderia entregar o pacote como ele estava, pois ele não era quadrado e tinha que ser. Se eu quisesse enviar o pacote assim, teria que pagar 20 euros extra ou correria o risco de recebê-lo de volta, sem que chegasse ao destinatário… Com raiva, joguei o pacote no fundo do carro e continuei minha viagem para a biblioteca.

 

 

A biblioteca está agora até com o “Onze Minutos” do Paulo Coelho, pena que já está emprestado no momento. Procurei também algum livro do João Ubaldo Ribeiro, de quem estou lendo “Um brasileiro em Berlim”, um livro fininho, mas muito bem escrito: irônico, observador, o escritor consegue que você ria do alemão e de si próprio, o que não deixa de ser uma arte. Infelizmente não tinha nenhum livro dele lá. Mas peguei dois filmes em DVD e dois livros (literatura feminina, um deles Simone de Beauvoir).

 

Fui levar a Taísa à aula de ginástica. Tudo normal, carros parados na entrada, crianças correndo pra lá e pra cá. Na saída, ouvi ao longe o grito de uma criança. Parei o carro. Era a Taísa. Ela não conseguia abrir a porta… Daí outra mãe pára o carro e nos diz que hoje a aula de ginástica não ia acontecer. Imagina, eu teria ido embora e a Taísa teria tido que esperar uma hora e meia até que eu voltasse, se não a tivesse ouvido!

 

Em casa, a Tatá foi direto se encontrar com uma vizinha, que estava na entrada do outro prédio, enquanto eu fui direto pra casa. Às 19:30 horas, horário de eu ir buscar a Taísa na ginástica, o Matthias veio me perguntar quando iria buscá-la. Comecei a contar do dia, na realidade comecei a contar do primeiro parágrafo acima. Ele perdeu a paciência e me deu umas batidinhas com o telefone (parece até que è agressão, mas foi só de brincadeira) perguntando quando eu finalmente chegaria ao fim. Neste momento o interfone tocou, era a Taísa. Ela trazia 20 cents na mão e me contava que tinha ajudado as vizinhas a vender frutas na rua e por isso tinha recebido o dinheiro. Taí: nem eu mesma teria respondido certo onde minha filha estava. Eu achava que estava na casa da vizinha, enquanto ela estava vendendo frutas. É uma ilusão para uma mãe achar que ela pode controlar todos os passos de seu filho, ou achar que se está em casa, ela pode ter total controle sobre a vida de seu filho. A base é feita de responsabilidade e carinho. O resto é resto.

 Escrito por Sandra Santos às 16h46

Comente aqui: ou aqui: []

::Mil e uma noites - Parte I::

Final de semana retrasado fui passear nos alpes da Suíça, em Appenzellerland, perto do Säntis. O passeio foi simplesmente maravilhoso, mas se tivessem me explicado exatamente o que faríamos, eu acho que não teria ido. Foi muito, muito cansativo, mas maravilhoso mesmo. Eu nunca andei tanto na minha vida, mas também nunca tinha visto tantas paisagens bonitas de uma vez só, todas dignas de cartão postal. O pessoal que foi com a gente é super animado, ficou cada vez mais amigo e aberto, é inteligente e as caminhadas sao ótimas para que as pessoas possam conversar, se abrir, perguntar e querer saber dos outros, filosofar e pensar sobre a vida. Foi excelente pra todo mundo. A passagem mais engraçada foi que dormimos numa fazenda muito simples, numa casinha onde embaixo ficava o chiqueiro e em cima haviam colchões espalhados pelo chão, com cobertor e travesseiro. Custamos a dormir e às 5hrs. da matina lá estavam os porcos gritando e nos acordando. Morrimos de rir no começo mas no outro dia estávamos mortos, mesmo assim foi uma aventura e tanto! Fomos brindados com um excelente café-da-manhã, com direito a pão, leite, manteiga, queijo e marmelada feitos no local. Ao todo, nós enfrentamos uma subida ferrenha, fizemos um passeio pelos arredores, a descida até um lago maravilhoso chamado Sämtisersee, com continuação até a fazenda onde dormimos e mais tarde fomos jantar num restaurante perto de outro lago, o Fälensee. No outro dia escalamos outra montanha (Saxer Lücke), chegamos até super pertinho de outra (Hohen Kasten), e voltamos ao ponto inicial (Brülisau), descendo até dizer chega. Ao todo andamos quase 20 km, com 1.100 metros de inclinação. Eu nao acreditava, mas descer é mil vezes mais difícil e cansativo do que subir, e se continuarmos a passear tanto assim a pé, vou tratar de comprar todos os apetrechos necessários para uma boa caminhada!

 Escrito por Sandra Santos às 16h52

Comente aqui: ou aqui: []

::Mil e uma noites - Parte II::

Este final de semana agora foi super legal também, ainda que bem diferente. Minha querida Rê veio me visitar, com o Rô a tiracolo, e pudemos bater muito papo, passear e aproveitar do tempo bom e da beleza aqui do lago. A Re realizou um sonho da vida dela, que era poder comer cerejas no pé. Quando estivemos à beira do lago, estava ventando tanto que parecia estarmos à beira do mar. Antes, tinhamos ido todos juntos assistir o Schrek 2, um filme muito engraçado, bonitinho e fofo, regado a pipoca, Coca Cola e sorvete. Ontem ainda tomamos café-da-manhã junto de Rudi e Gudi, e aí foi só o tempo de visitarmos a beirada do lago pra ter chegado a hora da dupla dinâmica ter que ir embora. À noite, torci por Portugal, mas tive que reconhecer que os gregos jogaram muito melhor e mereceram a vitória.

 

Ah, semana passada li a biografia do Chico Xavier. Adorei e não sabia que ele tinha sofrido tanto durante toda sua vida para poder servir e prestar atos de caridade. Realmente viver em função do amor dói.

 

Taísa está com uma vida social muito agitada, no momento ela pula de um convite para outro, dormindo na casa de amiguinhas, sendo convidada para aniversários, passeios… Puxou a mãe, mas deu de 10 a 0 nela!

 

E por aí vai: no momento meus chefes estão na Ásia e eu, além de lotada de trabalho, ainda verifico as entradas de e-mail deles e cuido de algumas funções da secretária executiva do chefão, que também está de férias. Estou muito pensativa com a vida, não negativamente, mas pensativa. Continuo achando que os homens se apoderaram de tudo. As maiores funções fora das 4 paredes do lar ficaram por conta deles. Jogar futebol também. Tomar decisões em nosso nome, como políticos, também (vide o meleca do Bush). Continuo achando que a vida de um homem no mundo atual é difícil, mas a de uma mulher mil vezes mais.  Mesmo assim não quero continuar lutando contra determinadas coisas, quero ir com elas. Não quero que determinem pra mim o que devo ou não devo fazer para ser feliz. Quem determina isso sou eu. Estou pensando muito na minha vida pessoal, na minha vida profissional. Continuo lendo muito. Ontem mesmo fui pra rede com um mar de livros, revistas, jornais e afins em volta de mim. Em busca de várias respostas. Uma parte delas eu já descobri, mas continuo em busca da outra metade delas.



 Escrito por Sandra Santos às 16h51

Comente aqui: ou aqui: []
Meu nome: Sandra
Aniversário: Dia de sorte
Signo: Virgem


Gosto:
De melancia
Laranja
Sol
Viajar
Bater papo
Rodar o mundo

Não Gosto:
De cinza
Monotonia
Chuva

Ouço:
Norah Jones
John Mayer
Marisa Monte
Adriana Calcanhoto
Legiao Urbana
Cazuza
Milton Nascimento
Toquinho e Vinícius
JAZZ
BOSSA NOVA
MÚSICA COM LETRA INTELIGENTE OU BATUQUE BOM =D
MPB

Vejo:
Eu nao sou de ver TV, sou mais de ler e escrever... mas adoro cinema!

Leio:
Vá onde seu coração mandar - Susanna Tamaro
Utta Danella
Paulo Coelho
Geraldo Eustáquio de Souza
Meu perfil
BRASIL , Mulher , de 26 a 35 anos , Portuguese , German , Cinema e vídeo , Informática e Internet , Viagens, Leituras...
MSN -



Histórico
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004
01/01/2004 a 31/01/2004
01/12/2003 a 31/12/2003
01/11/2003 a 30/11/2003
01/10/2003 a 31/10/2003
01/09/2003 a 30/09/2003
01/08/2003 a 31/08/2003
01/07/2003 a 31/07/2003
01/06/2003 a 30/06/2003
01/05/2003 a 31/05/2003

Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Pousada Ilha do Sol
Sítio do Ipê Amarelo
Viver na Alemanha
Manual para a Alemanha
Mundo Pequeno
Companhia para Crescer
Warrior of the Light
Karey Lorena
Patilein
Trocando Figurinhas
Zero Grau
UOL
UOL SITES


 


 



Blogs que leio:
Daniel Eisheiliger
Ar de Amor
Consulta Sentimental
Indizível
Trocando Figurinhas
Tricotando



Site Meter