Mineirinha n'Alemanha
Brasil - Deutschland

::Findi no Norte::

Voltei hoje d’amigona de Hildesheim. A Lu é minha „migona“ mesmo de muitos anos, quando nos conhecemos ela tinha 15 e eu 14 anos. Nós já rodamos meio mundo desde então, já cansamos de mudar de casa, mas, com exceção de um período de pausa, nunca nos perdemos de vista. Ah, como é bom visitar casa de amigo de verdade, onde você não mora, mas é como se morasse! Tudo é tão harmônico, tão simples, tão gostoso!… Bendito seja Deus que nos deu de presente amigos!!!

Entrei no dia-a-dia dela e logo no 1° dia fomos levar as meninas (as nossas filhas) para a natação, à noite fomos dançar jazz juntas, como nos velhos tempos. No sábado levamos as meninas para andar de cavalo e comer algodão doce. Fizemos churrasco junto de amigos da família e ontem fomos de bicicleta a um concerto de jazz ao ar livre. Além dessas atividades, ainda ficamos quase todo dia batendo papo até altas horas da madruga.

 

O legal da nossa amizade é que eu significo força e orientação pra Lu assim como ela significa o mesmo pra mim. E é tão gostoso dividir um pouquinho de nossa vida com uma pessoa assim, ainda mais quando vemos que nossas filhas também se entendem bem.

 

 

Na casa da Lu descobri uma super cantora brasileira de quem já conhecia uma música, mas não sabia que era brasileira: a Cibelle Cavalli. Ouvi este CD umas 5 vezes e ainda vou ouvir mil. Adivinha que CD vai ser comprado logo no começo desta semana?

 

Ah, e pra quem perguntou da música abaixo do Laith Al-Deen: ele é cantor, compositor e poeta, meio iraniano, meio alemão. Para saber mais sobre ele, clique aqui. Desculpem-me se estou deixando muitos comentários sem resposta, mas prometo fazer as costumeiras visitinhas durante o andar desta semana, ok?

 

Bom início de semana !

 Escrito por Sandra Santos às 17h14

Comente aqui: ou aqui: []

::De Passagem::

Estou de passagem. Mas antes de mais nada queria dar um obrigadão à mãozinha mágica da Pati que surge do nada para me ajudar quando recomeço a me desanimar com as dificuldades de « dona de blog », odiadora de HTML e afins, mas amante da escrita. Obrigada !!!!!

 

Amanhã tô dando no pé pra visitar uma amigona minha em Hildesheim. Antes, alguns pensamentos que recebi nos e-mails de hoje:

 

"O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos. A maneira como você encara a vida é que faz toda a diferença."

Por Luiz Fernando Verissímo

 

E uma parte da coluna do Paulo Coelho no “O Globo” de hoje (obrigada, Alê!):

 

::Dos mestres cotidianos::

Lá fora a cidade de Estocolmo preparando-se para o inverno. No bar, converso com uma popularíssima cantora européia. Discutimos sobre fama, sucesso e, em dado momento, ela me pergunta se tenho algo importante a ensinar-lhe.

— Claro que não — respondo. — Você vive sua vida como quem sabe que um dia vai morrer, e isso é o mais importante. Entretanto, posso lhe propor uma tarefa: durante os próximos seis meses, escrever um diário chamado “O mestre de cada dia”. Sempre aprendemos algo diferente entre a manhã e o entardecer: que tal registrar isso?

Ela aceita a tarefa. Seis meses depois, recebo uma cópia do seu diário com anotações interessantíssimas, lições de pessoas com as quais cruzou apenas uma vez, mas que seguramente ficarão para sempre.
Aqui transcrevo algumas das coisas mais importantes.

::Aceitando a si mesma::

Ao olhar os outros, aprendi quem sou. Tenho medo de não ser tão boa como pensam, mas acho que todos pensam isso a respeito de si mesmos. Durante o tempo em que escrevi este diário, aceitei finalmente que tenho coragem suficiente para ter medo e para me ver sem artifícios. Tenho segurança bastante para sentir-me insegura.

Vi que as pessoas procuram projetar um bocado de suas próprias inseguranças em você, da mesma maneira que você projeta nelas.
Elas tentam nos diminuir porque sentem-se pequenas, tentam nos amedrontar porque não estão convencidas de que são capazes.

::Evitando manter o controle ou ser controlada::

Se eu reajo da maneira que as pessoas estão esperando que faça, eu me torno escrava delas — e tal lição serve para o amor e para o trabalho. É muito difícil evitar que isso aconteça, porque estamos sempre prontos a agradar a alguém ou a partir para a guerra quando somos provocados; mas as pessoas e as situações são conseqüências da vida que eu escolhi, e não o contrário.



 Escrito por Sandra Santos às 16h25

Comente aqui: ou aqui: []

::Nova lei de imigração para a Alemanha::

Uma nova lei de imigração para a Alemanha foi votada hoje, depois de 4 anos de discussão entre os vários partidos políticos. A nova lei prevê que cidadãos altamente qualificados assim como cidadãos com formação universitária vindos do exterior vão ter a possibilidade de conseguir um visto permanente para trabalhar e viver no país. A imigração de empresários estrangeiros será também incentivada, desde que a permanência deles na Alemanha seja positiva para a economia alemã. Outro ponto importante é que a partir de agora há um direito a um programa de integração no país, o que era até agora inexistente.

Estes pontos positivos não foram, no entanto, comentados durante o noticiário da rádio que eu ouvi hoje à tarde, quando o assunto foi tratado. Muito mais foi comentada a necessidade de aceitar a entrada de estrangeiros qualificados, que ocupem postos de trabalho que realmente não possam ser ocupados por alemães mas que não contribuam para o aumento do desemprego no país e nem vivam de ajuda governamental. Como forma de acalmar os ânimos em relação ao medo do terrorismo e da presença de pessoas indesejadas dentro do país, medo este que aumentou muito com os ataques terroristas de Nova Iorque e de Madri, foi votada também uma lei que prevê a prisão por até 2 anos de pessoas que tenham cometido atos terroristas comprovados.

 

Considerando-se o todo do que foi atingido, e que é muito positivo para o país e para pessoas qualificadas que estejam interessadas em vir para a Alemanha, acho que a possibilidade de prisão de possíveis terroristas è perfeitamente aceitável, desde que não levem à prisão pessoas inocentes.

 

Já estou curiosa sobre a repercussão desta nova lei de imigração! Para mais detalhes (em alemão), clique aqui.

 Escrito por Sandra Santos às 17h15

Comente aqui: ou aqui: []

::Casamento na Alemanha - Parte I::

O casamento na Alemanha é super divertido, mas é logicamente bem diferente do Brasil.

 

Começando antes do casamento, a tradição diz que deve haver um “Polterabend”, uma festa feita antes do casamento, geralmente para as pessoas que não serão convidadas para a festa “oficial”. Outra tradição é quebrar muita porcelana, o que significa sorte. Há também a despedida de solteiros, quando o noivo sai com seus amigos e a noiva passa uma noite com suas amigas, quando eles geralmente têm que dar várias provas de coragem e resolver várias tarefas / participar de várias brincadeiras escolhidas por seus amigos.

 

O casamento em si acontece dentro da prefeitura, onde são assinadas as papeladas perante um escrivão e onde é recebido o “Livro da Família” contendo a documentação do casório. Neste livro serão incluídos outros documentos relacionados à família que vão desde eventuais certidões de nascimento e de batizado dos filhos até a certidão de óbito dos familiares.

 

No caso de casais bi-nacionais, o(a) parceiro(a)  estrangeiro (a) pode escolher por não alterar seu nome, assim como pode também alterá-lo segundo a lei alemã ou segundo a lei de seu país.

 

Quanto à escolha de nomes, dois pontos devem ser comentados:

 

- Os possíveis filhos do casal receberão o sobrenome do marido OU da esposa, por isso, caso você tenha interesse de que seu filho tenha os dois sobrenomes da família, como no Brasil, altere o seu nome, incluindo o nome de seu marido. Outra opção, também possível mas muito pouco usada, é que o marido inclua em seu nome o sobrenome de sua esposa;

 

- Leve em conta que caso você venha a se separar mais tarde, fará a alteração segundo as leis que foram utilizadas a formação do seu nome no casamento. Isto significa que se seu nome for alterado segundo as leis alemãs, poderá alterá-lo no país, mas caso contrário, seu nome só poderá ser alterado novamente no Brasil.

 Escrito por Sandra Santos às 17h14

Comente aqui: ou aqui: []

::Casamento na Alemanha - Parte II::

Continuando, a cerimônia religiosa aqui geralmente não é à noite, mas sim durante o dia. O casamento no cartório também é durante o dia, e costuma ser durante o período da manhã, nos dias de semana. Na saída do cartório costuma-se jogar arroz nos noivos, cantar músicas e beber uma champagne em comemoração à data, além de serem tiradas muitas e muitas fotos. Na Alemanha a noiva não tem mais importância do que o noivo e se forem feitas fotos por um fotógrafo, antes ou durante o casamento, ele fotografará o casal e não só a noiva como de costume no Brasil.

 

Depois da cerimônia em si todos os convidados entram em seus carros, que foram devidamente decorados com uma fitinha branca em suas antenas, e todos vão para a festa oficial. Costuma-se buzinar nesta ocasião, mas diga-se de passagem que ouvir uma buzina na Alemanha é coisa muito excepcional, mas mesmo assim esta tradição continua fazendo parte das festividades do casamento na Alemanha.

 

Como ainda é dia, geralmente são oferecidos vários bolos e café, às vezes as pessoas fazem um passeio juntas, e à noite a festa em si começa. Nela, assim como na despedida de solteiro, há várias homenagens para os recém-casados, com mostras de fotos da vida do casal, além de várias brincadeiras, declaração de poemas, teatro, dança, um verdadeiro varietê preparado pelos amigos e familiares do casal.

 

A festa de casamento da qual participei neste final de semana foi muito interessante. Muito do que contei acima aconteceu, mas o mais legal foi que tiveram a idéia de escolher dois mestres de cerimônia que foram orientando os convidados e apresentando o que ia acontecendo durante a noite. Como havia um palco no salão, foi possível fazer várias atividades legais como dançar com crianças, declamar poemas, apresentar um teatro, apresentar uma dança, uma declamação de um poema ligado aos vários sinônimos em alemão para a palavra dinheiro (brita, carvão, musgo, cascalho, etc.), durante a qual cada familiar ia entregando sacos dos citados materiais, sendo que no final houve a entrega do presente em si, que foi uma sombrinha cheia de dinheiro dependurado.

 

O mais legal para mim foi a animação dos convidados em dançar muito e até de tirar os sapatos altos para continuar, como em festas no Brasil! Outro ponto culminante para mim foi quando o irmão da noiva cantou ao vivo várias músicas que fizeram parte da história do casal, muitas músicas de amor, logicamente, e as dedicou também para sua esposa, que ele “ama muito”. Não é preciso dizer que algumas lágrimas rolaram neste momento…

 

Uma diferença muito grande entre fazer uma festa no Brasil e na Alemanha é que como aqui a mão-de-obra é muito cara, geralmente todo o serviço ligado à ela (servir bebida e comida para os convidados, preparar e lavar talheres, copos,  etc.), tudo isso tem que ser realizado pelos familiares e amigos dos noivos. Toda a organização, antes, durante e depois da festa fica por conta de quem está fazendo a festa. Outro ponto que me chamou a atenção e me fez lembrar de festas no Brasil foi o número de convidados da festa da qual participei no final de semana passado. Haviam aproximadamente 150 convidados, um número digno de festa no Brasil!

 

Muitas pessoas aqui se casam depois de terem vivido muitos anos sob o mesmo teto, algumas se casam antes de irem morar juntas e muitas outras se casam quando o primeiro filho está a caminho, ou mesmo depois da vinda do filho do casal. As notícias sobre os casaementos da semana podem geralmente ser lidas no jornal, onde costumam ser colocadas abaixo das notas de falecimento da cidade. Não é uma grande ironia? Mas isso faz parte das tradições daqui.



 Escrito por Sandra Santos às 17h13

Comente aqui: ou aqui: []

::Ich Will Nur Wissen / Eu só quero saber (tradução mais abaixo) - Parte 1::

Laith Al-Deen

es interessiert mich nicht
zu erfahren wo du lebst
und wieviel geld du hast
ich will nur wissen
was dich von innen hält
wenn sonst alles wegfällt

es interessiert mich nicht
was oder mit wem
du wo gelernt hast
ich will nur wissen
wonach du innerlich schreist
ob du zu träumen wagst

es interessiert mich nicht
zu erfahren wo du bist
und wo du herkommst
ich will nur wissen
ob du enttäuschen kannst
um dir selber treu zu sein

es interessiert mich nicht
wie alt du bist
wie du dein geld verdienst
ich will nur wissen
ob du bereit bist
wie ein narr auszusehn
um deiner liebe willen
um deiner träume willen

es interessiert mich nicht
welcher planet
im quadrat zu deinem mond steht
ich will nur wissen
ob du den tiefsten punkt
deines eigenen leids berührst


 Escrito por Sandra Santos às 10h46

Comente aqui: ou aqui: []

::Ich Will Nur Wissen / Eu só quero saber (tradução mais abaixo) - Parte 2::

es interessiert mich nicht
ob die farbe deiner augen
wirklich rein ist
ich will nur wissen
ob du schönheit sehen kannst
auch wenn es nicht jeden tag schön ist

es interessiert mich nicht
ob die geschichte
die du mir erzählst wahr ist
ich will nur wissen
ob du mit mir in der mitte des feuers stehst und nicht zurückschreckst

ich will nur wissen
ob du mit dem schmerz
meinem oder deinem
einfach dasein kannst
ohne zu versuchen
zu verbergen
ihn zu beseitigen

ich will nur wissen
ob du mit der freude
meiner oder deiner dasein kannst
dich von extase füllen läßt
vom kopf bis zu den zehn

ich will nur wissen
ob du vertrauen kannst
wenn man dir vertraut
um deiner liebe willen
um deiner träume willen

ich will nur wissen
ob du mit dem scheitern
meinem oder deinem leben kannst
daß du den vorwurf des verrats erträgst
und deine eigene seele nicht verrätst

ich will nur wissen
ob du allein sein kannst
und in den leeren momenten
gern mit dir zusammen bist



 Escrito por Sandra Santos às 10h46

Comente aqui: ou aqui: []

::Eu só quero saber - Parte 1::

Laith Al-Deen

Não me interessa

Saber como você vive

E quanto de dinheiro você tem

Eu só quero saber
O que te prende por dentro

Quando tudo à sua volta está se desmoronando

 

Não me interesa

O que ou com quem

Você aprendeu

Eu só quero saber
O que te toca por dentro

Se você tem coragem de sonhar

 

Não me interesa

Saber onde você está

Ou de onde você vem

Não me interesa

Eu só quero saber
Se você consegue decepcionar outras pessoas

Para continuar fiel a si mesmo

 

Não me interessa

Quantos anos você tem

Como você ganha seu dinheiro

Eu só quero saber

Se você aceitaria

Se fazer de bobo

Por causa do seu amor

Por causa dos seus sonhos

 

Não me interessa

Qual é o planeta

Que está no mesmo quadrado da sua lua

Eu só quero saber

Se você já tocou o ponto mais fundo

Da sua dor

 

Não me interessa

Se a cor dos seus olhos

É realmente clara

Eu só quero saber

Se você pode perceber a beleza

Mesmo que nem todos os dias sejam bonitos 



 Escrito por Sandra Santos às 10h40

Comente aqui: ou aqui: []

::Eu só quero saber - Parte 2::

Não me interessa

Se a estória que você me conta

É mesmo verdadeira ou não

Eu só quero saber

Se você ficaria comigo no meio do fogo

Sem medo

 

Eu só quero saber

Se você consegue

Estar com a dor

Minha ou sua

Sem tentar

Escondê-la

Apagá-la

Eu só quero saber

Se você consegue

Estar com a alegria

Minha ou sua

Permite que se encha de êxtase

Da cabeça aos pés

 

Eu só quero saber

Se você tem coragem de confiar em alguém

Quando essa pessoa confia em você

Por causa do seu amor

Por causa dos seus sonhos

 

Eu só quero saber

Se você consegue viver

Como os percalços

Da minha ou da sua vida

Se você consegue viver com acusações inverídicas

E não engana sua própria alma

 

Eu só quero saber

Se você consegue ficar sozinho

E nos momentos vazios

Curte estar consigo mesmo



 Escrito por Sandra Santos às 10h39

Comente aqui: ou aqui: []

::O verão chegou na Europa::

 

O verão chegou na Europa com força total. Nesta semana inauguramos a fase de jantares na varanda ao som dos passarinhos nas árvores próximas. A natureza está linda e te passa a informação de que a vida, apesar de tudo, é bela e merece ser vivida. Tudo são ciclos e se está ruim, só pode melhorar! Hoje tivemos 34°C e pudemos sair de ar condicionado ligado no carro, de mini-saia e camisetinha. Como no Brasil! O céu está azulzérrimo e tudo brilha, tudo tem cor… ai que lindo!

 

Para os dias que não são lá tão bonitos, encontrei um antídoto : comprei óculos de sol com lentes alaranjadas. Usando-o, um simples dia meio embaçado ganha cor e brilho. Uma beleza. Mas agora não estou precisando desse artifício não, tá tudo brilhando de verdade. E todas as pessoas saem da toca pra curtir o mundo lá fora e passear, aproveitar bons momentos com amigos. Uma delícia. Viver entre 4 estações tem disso: no inverno você hiberna, na primavera sai da toca, no verão só vai pra casa pra dormir e no outono começa, como a natureza, a se preparar para um período de revisão interna.

 

::Dia dos Pais::

 

Hoje é dia dos pais na Alemanha. Será que os pais que são pais só biologicamente, mas não exercem o papel de pais na realidade, páram pra pensar num dia desses ou será que eles já deixaram isso de pensar pra lá? Aqui na Alemanha 19% das famílias é constituída de mulheres que vivem sozinhas com seus filhos, muitas delas sem o auxílio do pai distante e/ou ausente, como eu. Esqueci: quando é o dia dos pais no Brasil? Não quero deixar a oportunidade passar em branco de homenagear meu querido papai. Bom feriado pra todos!



 Escrito por Sandra Santos às 16h57

Comente aqui: ou aqui: []

::Feliz::

Depois de umas mexidinhas básicas nos códigos de HTML consegui fazer o meu template voltar ao normal. Super bom! Apesar de nao entender nadica de nada disso.

::Infeliz::

Infeliz estou com um infeliz lá na empresa que resolveu contar pro meu chefe estórias inverídicas relacionadas à minha pessoa, o que me deixou muito puta e decepcionada. Meu chefe nao quis me dizer quem é o(a) sujeito(a), mas talvez seja melhor assim. Se tivesse dito, teria detonado o dito cujo imediatamente. Assim ele continua vivo. E talvez a ausencia de uma resposta a uma intriga ridícula dessas seja melhor do que uma resposta direta. Odeio intriga, definitivamente nao nasci pra isso. Deixei pra lá. Mas que dói, dói.



 Escrito por Sandra Santos às 20h07

Comente aqui: ou aqui: []

::Feriado::

Esta é a parte do ano que mais gosto em termos profissionais. A partir de amanha temos 4 dias livres, no final do mes outros 3 e no meio de junho mais 4. É que há um feriado numa segunda e outros dois na quinta-feira. Minha empresa fecha as portas na sexta-feira subsequente, nestes casos, o que me custa um diazinho de férias, mas me proporciona 4 dias em casa. Dá licenca, vou curtir os dias livres!

 Escrito por Sandra Santos às 19h07

Comente aqui: ou aqui: []

::Outro canto meu::

Descobri outro canto que é meu, só meu, e isso é muito bom. Neste final de semana a única coisa produtiva que consegui fazer, junto do Matthias, foi arrumar a garagem e, de quebra, o porão. Voltei a ter aquele sentimento horrível de impotência que se tem aqui na Alemanha quando se tem várias coisas pra jogar fora e não se sabe pra onde ir com o lixo. Uma parte aqui, outra ali, outra em dias determinados, para serem colocados na rua, outros na lixeira preta, outros na azul…. ah, como eu odeio jogar lixo fora aqui na Alemanha! A gente se sente impotente, feito um menino que ainda não sabe andar com as próprias pernas e fica dependendo de outras pessoas pra andar pra frente. Pois bem, decidi levar o lixo que seria determinante para desocupar minha garagem para um lugar onde se pode jogar tudo fora ao mesmo tempo, mas para isso tem-se que pagar, e caro. Paguei 30 euros por um tantinho de lixo e ganhei um novo refúgio. Acabo de chegar de um jantar com pessoas de vários lugares da Europa, que estão aqui visitando a empresa onde trabalho, e na volta para casa fiquei dentro da garagem ouvindo uma boa música, só o rádio ligado, nada de luz em volta. Que paz, que harmonia, que sentimento bom! Achei um refúgio novo que é meu, só meu, e isso é bom, muito bom. 

 

::Comentar::

 

Consegui me inscrever no novo Comentar mas não consegui colocar todos os códigos de HTML nos lugares corretos... Deu pra ver aí em cima, não? :-) Quem se oferece para ajudar uma leiga em tecnologia?

 

::Línguas::

 

Falar línguas é uma coisa magnífica. Você pode entrar no mundo pessoal de uma pessoa e ir descobrindo coisas novas, aprendendo coisas que são dela, outras que complementam coisas suas, ensinar outras, trocar idéias, enfim: um barato total. Ainda melhor, você é respeitado por outras pessoas por ser quem é, por falar outros idiomas. Da mesma maneira que eu admiro um engenheiro que consegue montar sistemas “do nada” e os coloca pra funcionar não importa em que parte do mundo, outros me admiram por eu falar outros idiomas, por ser eclética. Eu os admiro por serem quem são, e eles me admiram por eu ser quem sou. E isso já é uma boa pedida para o início de uma conversa muito proveitosa.

 

::Dificuldades idiomáticas::

 

Existe uma diferença primordial entre duas pessoas que tenham estudado, por exemplo, o mesmo nível de um determinado idioma. Uma gostaria de entender tudo, mas infelizmente (e naturalmente) não consegue entender tudo o que o estrangeiro lhe fala. Entra em pânico e com isso entende menos ainda, não consegue se comunicar, bloqueia, interrompe a comunicação. A outra aceita que é humana, imperfeita, que não vai entender tudo mesmo no idioma estrangeiro. Ela ouve tudo o que o outro lhe diz, mas não entende tudo. Então ela “entrega pra Deus”ou “entrega as chuteiras”?… Não! Mesmo assim ela tenta captar a mensagem central do outro e transforma-a em ação, em resposta plausível, em conversação. As duas pessoas sabem o mesmo tanto do idioma estrangeiro, mas a segunda pessoa, e quem se comunica com ela, saem ganhando, e de longe.

 Escrito por Sandra Santos às 19h20

Comente aqui: ou aqui: []

::Estou / nao estou::

Estou no Orkut. Nao estou no blog do UOL, ou melhor: estou, mas nao me vejo. Estou de mau humor porque nao fiz praticamente nada no final de semana. Estou pensando mais uma vez em fazer uma prova como tradutora. Quando li sobre o livro da Silvia, pensei no meu. Legal ter visto a foto dela! Muito simpática. Aqui em casa também é assim, cada um faz o que quer, quando quer. Mas nao estou sempre satisfeita com este status quo. Ah, isso aqui virou um post. Vou publicá-lo! Bom domingo! :-)

 Escrito por Sandra Santos às 14h51

Comente aqui: ou aqui: []

::Feliz Dia das Mães! ::

Na véspera do Dia das Mães a gente começa a pensar mais ainda na mãe da gente. Quem é minha mãe? Minha mãe é minha amiga, uma pessoa muito culta, inteligente, carinhosa e cuidadosa para com sua família. É uma pessoa que eu admiro de montão por ter trabalhado tanto a vida toda e por ter educado, junto do papai, três cidadãos para o mundo.  É meu ponto de apoio e minha orientação. Praticamente não passo uma semana sem contar pra ela meu dia-a-dia e "ouvir" (por e-mail) seus conselhos. No mais tardar assim que minha filha nasceu minha admiração por ela cresceu ainda mais. Dar conta de casa, trabalho, marido e filhos ao mesmo tempo não é nada fácil. E ela deu, e muito bem.

 

As coisas mais marcantes de que me lembro na minha infância com relação à mamãe é que por ela ser professora, sempre me corrigiu ("Mamãe, dá dinheiro pra mim comprar uma bala?" Ela:"Não porque mim não compra nada") e, preocupada com minha magreleza e com possíveis sequelas da queda que levei quando pequena, não se cansava de me levar a médicos e de comprar um fortificante chamado Rarical, que eu prontamente escondia pela casa inteira e não tomava de jeito nenhum.  Quando tive dificuldade na escola, ela me levou pro colégio onde ela trabalhava e passava o maior aperto na hora de explicar que a filha tirava boas notas mas não via as provas antes dos outros coleguinhas. Ela sempre foi uma pessoa muito atarefada, mas não media esforços para cuidar bem da nossa saúde e da nossa formação. Com isso me passou um valor muito forte e muito presente para mim como mãe: mais importante do que o número de horas que uma mãe passa com seu filho é a qualidade das horas passadas com ele.

 

Como contei acima, dei trabalho pra mamãe já pequenininha, acho que quando tinha um ano e meio, pois saltei como "mulher maravilha" de cima da varanda lá de casa, que ficava em cima da garagem (uns 3-4 metros), e de lá me esborrachei no chão e desmaiei em seguida. Mamãe, que estava do meu lado, desabou a chorar e foi o maior corre-corre. Papai enfiou minha cabeça ensanguentada numa piscininha e foi correndo no vizinho pra arrumar carro emprestado pra me levar no hospital. O que restou do meu primeiro vôo foram 13 pontos e uma cicatriz enorme na testa.

 

Fora isso só voltei a dar trabalho pra mamãe quando estava na 2a. e na 3a. série de colégio, pois enfrentei algumas dificuldades e ela me trocou de escola e procurou uma professora que me desse aula particular pra recuperar o fio da meada. Outros episódios e mais trabalho foram as minhas crises de alergia e de bronquite, mas muitas alegrias também como as nossas costumeiras viagens no verão pra praia de Vila Velha e muitos outros.  

 

Mas deixando as lembranças de infância de lado, tenho a dizer que tenho muita honra de ter a mãe que tenho como amiga e conselheira. Apesar da distância, nos tornamos grandes amigas desde que moro na Alemanha. Mesmo estando tão distante fisicamente, ela ocupa a 1a. fileira no meu coração e é meu orgulho, meu modelo, meu exemplo de vida. Ela se vê como uma pessoa realizada pois nunca poderia imaginar que a vida lhe traria tantas bençãos como lhe trouxe. E ela merece! É assim que eu quero me ver quando chegar à idade dela.

 

Mamãe, obrigada pela senhora existir! Da filha que a ama muito, muito, muito,

 

Sandra

 

P.S.-Para todas as mães, leitoras deste blog, parabéns pelo seu dia!



 Escrito por Sandra Santos às 14h59

Comente aqui: ou aqui: []

::O Brasil está na moda::

 

Maio é o mês do Brasil em Londres. Uma rede de lojas chamada Selfridges colocou uma réplica do Cristo Redentor de 14 metros de altura na entrada da loja e está fazendo promoção de produtos e da cultura brasileira. O evento foi batizado de Brasil 40°. A embaixada do Brasil em Londres contribui com uma mostra de cinema brasileiro. Confira clicando aqui.

 

Selfridges
400 Oxford Street, Londres

 

Vamos pra lá?



 Escrito por Sandra Santos às 18h37

Comente aqui: ou aqui: []

::Defeitos e frio::

Bruuuuggggggghhhhhhhh....a temperatura caiu assustadoramente por essas bandas… Semana passada estava quente até de noite, agora está chovendo e tá bastante ffrrrriiiiiooooooo… Já fiz meu chazinho de menta pra esquentar corpo, coração e pés frios, então vamos lá.

 

Gente, meu coral é ótimo! Que professora, que grupo, que músicas (gospel) !!! Estou adorando e super-super-super feliz de ter achado esse grupo. O interessante é que as aulas desse coral são dentro da igreja evangélica da minha cidade, e eu fui criada na religião católica, nunca tinha sequer entrado numa igreja dessa religião. Que simplicidade, que sensação agradável, que beleza ! Canto músicas sobre o paraíso, Deus e Jesus e me sinto bem e perto Deles.

 

Sabe aquelas pessoas que são unica e exclusivamente workaholics, que a-d-o-r-a-m trabalhar??? Pois é, no meu trabalho tá cheio delas, infelizmente. Uns porque não têm mais o que fazer na vida além de trabalhar, outros porque não acham nada mais interessante do que o trabalho, outros porque são puxa-saco do chefe e fazem de tudo por sua carreira ou para defender sua posição de chefes… e assim vai. Eu odeio intrigas, perda de tempo causada por jogos de poder e por aí vai. E olha que quando saí da faculdade era doida pra fazer carreira. De certa forma não fiz e não sou frustrada por isso. Aprendi que um meio-termo, como tudo na vida, é a melhor coisa a ser conquistada. E olha que eu gosto muito de ir trabalhar! Mas eu não consigo ver questões monetárias acima das pessoas e procuro ver o ponto de vista de outras pessoas, antes de ficar olhando só para os meus.

 

Interessantes como tendemos a ver nas outras pessoas com tanta facilidade os nossos maiores defeitos, não é? Além do citado acima (gostar de trabalhar – eu; as outras pessoas ao extremo), vi na mãe de uma menina conhecida minha a minha corriqueira insatisfação/impaciência com o desenrolar das coisas e a "unha de vaca" correndo soltas… E ela dá de 10 a zero em mim! E bota 10 a 0 nisso!!! Eu posso ser impaciente (quero me sentir em crescimento e sempre com novidades agradáveis na minha vida – não gosto de me sentir parada, principalmente no campo mental), mas não sou unha de vaca, "só" sou econômica para determinadas coisas. Para mim música, comida, viagem, tudo aquilo que me dá prazer, afinal, não tem preço. Tenho dificuldade de gastar dinheiro com roupa (principalmente para mim), objetos pessoais e também não gosto de ir ao supermercado (desses grandes, onde você acha de tudo), comprar mil porcarias e sair de lá pagando uma nota preta com o cartão.

 

Pois é, cada um com seus defeitos – e qual é o seu maior defeito?



 Escrito por Sandra Santos às 17h31

Comente aqui: ou aqui: []

::Mãe::

Recomecei ontem a dar aula de português pra Tatá, estamos aprendendo os números e revendo os tipos de roupas e calçados.  Hoje ela chegou em casa com uma nota 3 em matemática (aqui as notas são de 1 a 6, sendo que 1 é a melhor), pois não acertou nenhuma das questões na prova que tratava de horários (ela sabe ler o relógio, mas confunde os horários). Expliquei pra ela as questões que ela errou e depois da explicação geral, com pouca ajuda minha, ela foi resolvendo tudo o que tinha errado ou deixado sem responder na prova. Perguntei pra ela quem é sua melhor amiga: ela apontou pra mim. "Então - eu disse - quando a professora explicar alguma coisa que você não entender, pergunte pra sua melhor amiga. Se eu não souber, vamos perguntar pro Matthias, assim nós duas vamos aprender juntas". "E se ele não souber, ela disse, então perguntamos pro vovô ou pra vovó".  Assim que acabei de explicar pra ela, ela disse que eu explico melhor que sua professora e abriu um caderno de religião. Começou a ler um texto sobre Deus e cantou uma música sobre Jesus. Senti que Ele estava ao nosso lado naquele momento. Mesmo assim não deixei de me sentir culpada na hora. É muito difícil como mãe estar ao lado de sua criança exatamente quando ela precisa de nós. Agora, para ensinar a ler as horas, estive quase na hora, mas perdi uns minutinhos. Eu sei que o mais importante é que ela tenha aprendido, mas fica a decepção de mãe de não ter sido "pontual" na explicação.

A noite não acabou por aí e durante o banho de banheira ela foi me colocando várias perguntas difíceis, relacionadas a sexo, amizade, casamento, namoro, etc. e tal. Eu fui explicando e dando respostas à medida que as perguntas iam aparecendo. Levei a Taísa pra cama, ela se despediu de mim cantando uma música. Coloquei o relógio dela pra funcionar, pra ela passar a prestar mais atenção nas horas e pra eu perguntar pra ela o horário de vez em quando. Me despedi dela com um beijo e contei pro Matthias algumas das perguntas cabeludas. Ele: "Mas pelo menos ela vem te contar e perguntar tudo isso". É verdade. 



 Escrito por Sandra Santos às 16h41

Comente aqui: ou aqui: []

::Novidades::

-          Comecei a cantar num coral de Gospels e Spirituals. Adorei o primeiro encontro!

-          Comecei a dar aulas de inglês pra filha do meu chefe. Ela fez prova no outro dia e parece que se deu bem.

-          Fui na primeira reunião de condomínio do meu prédio. Participei ativamente e até dei sugestão que foi aceita pelo grupo.

-       Ajudei a salvar uma árvore.

-       Fui ao centro do universo ouvindo tecno.

-       Voltei a pintar aquarela com minha filha. Até que saiu algo bonito, levando em conta que eu nao tenho técnica nenhuma e nunca fui a uma aula de pintura.

-       Assisti "Breakfast at Tiffany's" ou Bonequinha de Luxo. Que filme!

-          Andei 20 km ontem, num passeio tradicional do feriado de 1° de maio. Foi ótimo, mas… estou morta, cheia de dores pelo corpo: vou dormir! Boa semana pra todo mundo!



 Escrito por Sandra Santos às 18h12

Comente aqui: ou aqui: []
Meu nome: Sandra
Aniversário: Dia de sorte
Signo: Virgem


Gosto:
De melancia
Laranja
Sol
Viajar
Bater papo
Rodar o mundo

Não Gosto:
De cinza
Monotonia
Chuva

Ouço:
Norah Jones
John Mayer
Marisa Monte
Adriana Calcanhoto
Legiao Urbana
Cazuza
Milton Nascimento
Toquinho e Vinícius
JAZZ
BOSSA NOVA
MÚSICA COM LETRA INTELIGENTE OU BATUQUE BOM =D
MPB

Vejo:
Eu nao sou de ver TV, sou mais de ler e escrever... mas adoro cinema!

Leio:
Vá onde seu coração mandar - Susanna Tamaro
Utta Danella
Paulo Coelho
Geraldo Eustáquio de Souza
Meu perfil
BRASIL , Mulher , de 26 a 35 anos , Portuguese , German , Cinema e vídeo , Informática e Internet , Viagens, Leituras...
MSN -



Histórico
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004
01/01/2004 a 31/01/2004
01/12/2003 a 31/12/2003
01/11/2003 a 30/11/2003
01/10/2003 a 31/10/2003
01/09/2003 a 30/09/2003
01/08/2003 a 31/08/2003
01/07/2003 a 31/07/2003
01/06/2003 a 30/06/2003
01/05/2003 a 31/05/2003

Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Pousada Ilha do Sol
Sítio do Ipê Amarelo
Viver na Alemanha
Manual para a Alemanha
Mundo Pequeno
Companhia para Crescer
Warrior of the Light
Karey Lorena
Patilein
Trocando Figurinhas
Zero Grau
UOL
UOL SITES


 


 



Blogs que leio:
Daniel Eisheiliger
Ar de Amor
Consulta Sentimental
Indizível
Trocando Figurinhas
Tricotando



Site Meter