Mineirinha n'Alemanha
Brasil - Deutschland

::Por que saí do blogger.com.br?::

"Segundo a empresa, a partir de agora qualquer modificação nas condições de uso do serviço será comunicada aos usuários com pelo menos cinco dias de antecedência. (...) O provedor não pretende implementar novas mudanças e os blogueiros do blogger.com.br podem postar tranqüilos".

Ahahahahahahahahahahahahaha!!!! Outra conversa pra boi dormir? Vejam o seguinte link!



 Escrito por Sandra Santos às 22h36

Comente aqui: ou aqui: []

::Final de semana legal::

Na sexta saímos pra jantar num restaurante italiano. Matthias pediu uma pizza (já ouviram dizer que descobriram que pizza contém soja e soja faz homem ficar impotente!?! E como ficam os italianos nessa estória???), enquanto eu e Taísa pedimos um pratão de moluscos. Foi super hilário ficarmos abrindo os moluscos e ficar brincando com eles e conosco, cada um mais “pornô” do que outro… hihihihi… No final, a Taísa queria um pedaço de pizza do Matthias e ele ofereceu todo o resto que tinha no seu prato pra ela… E olha que ele é uma pessoa que não brinca com comida e que não gosta de dividir nada de tão guloso que ele é! Eu ria sem parar e voltei pra casa com todos os músculos ligados ao riso em ação. Há um bom tempo não ríamos assim tanto os três juntos! Valeu

 

 

Ontem fui assistir o filme “Lost in Translation” ou Encontros e Desencontros, da Sofia Coppola. Gostei, mas eu já tinha visto tanto trailler, já tinha me informado tanto sobre o filme de antemão, que ele quase não me trouxe novidades. Mas mesmo assim deu pra rir bastante com os “micos” e apertos que passamos quando estamos num ambiente totalmente estranho pela 1a. vez, como no caso dos atores principais, dois americanos no Japão. E pra quem nunca teve esse sentimento horrível de “tiraram meu chão” por estar no exterior, por estar fora de todos os padrões conhecidos, longe de casa e de tudo aquilo que se pode chamar de “seu”, esse filme passa exatamente esse sentimento. E também passa umas perguntas muito profundas, tipo “qual é o sentido da vida?”; fala das facilidades e das dificuldades de diferentes fases na vida da gente e do fato das pessoas serem ilhadas em si mesmas, muitas não sabem o que fazer de sua vida ou não têm exatamente com quem dividir suas vidas, mesmo estando casadas e se comportando como a sociedade espera que elas se comportem, e essa solidão e nó na garganta são sentimentos comuns, normais, universais. Cada um com o seu. De qualquer maneira, me interessaria saber o que os japoneses acharam desse filme. Se tiver algum blogueiro do Japão que saiba ou tenha escrito algo a respeito, seria legal que me contassem!

 

Hoje foi dia de nadar. Eu, Taísa e uma amiguinha dela de escola fomos no « TuWass » (que literalmente significa “faça algo” mas na realidade é só a abreviação de Mundo Aquático de Tuttlingen), uma piscina térmica pública daqui do sul da Alemanha. Foi legal, mas acho que estou ficando velha. A primeira coisa que me incomodou foi o barulho. Depois comecei a observar as coisas de sempre: biquinis grandes demais, pessoas nadando de óculos, homens de barrigão, mulheres com cara de homem, muita gente branquelíssima, etc. etc. etc. Daria pra escrever um post do tamanho de uma baleia, só sobre uma ida a uma piscina dessas. Legal foi estar na piscina externa, a 35° graus, e ter começado a nevar na hora. O vapor da água quente se encontrava com os flocos de neve, eu numa parte tipo uma whirlpool, levando massagem nas celulites da vida, e o rosto sendo acariciado pela neve, fria e fresca. Não dá frio não e é até legal. Dentro do carro deu pra ver a temperatura externa de hoje: 0,5°C acima de zero. Agora estou zen, vou papear com meus amigos João e Flávia. Fui!

 Escrito por Sandra Santos às 18h03

Comente aqui: ou aqui: []

::Cansada, mas feliz::

Hoje e ontem foram dias bem estressantes na empresa. Estamos em fase de reestruturação e trabalhamos quase sem pegar folego... até com meu chefe direto, com quem divido um escritório, só consigo conversar uns 5 minutos a cada dia, entre um telefonema e outro. Os dias são cansativos e estressantes, mas ao mesmo tempo cheios de desafios e novidades. Hoje tivemos visita da empresa matriz daqui da Alemanha. Nos conhecemos um pouco mais, cada um mostrou o que sabe fazer e estamos pensando em como podemos trabalhar conjuntamente. À noite fomos jantar juntos. É a 3a. vez que vou jantar com pessoas da minha empresa, junto de clientes. Com meu chefe vou já vou jantar pela 2a. vez semana que vem, só pra bater papo ! Eu tenho a sorte de ter um chefe que me respeita e me admira, assim como eu o respeito e admiro, e além de sermos colegas de serviço, somos amigos.

 

Junto de coisas boas, também algumas ruins. Com tanto estresse as dores de estômago voltam e eu me pergunto se vou encontrar logo algo que me proporcione descansar e voltar ao equilíbrio ou se vale a pena desistir do meu projeto de vida pra ficar numa posição profissional invisível e não desafiante, que apenas me dê a grana que preciso pra viver. Além do mais ainda vêem os conflitos de ser mãe. Eu sabia que hoje não poderia buscar a Taísa no Hort (tipo uma creche para crianças que vão à escola) e deixei que ela voltasse pela 1a. vez de ônibus pra casa, junto de um amiguinho que é praticamente nosso vizinho e frequenta a mesma escola, até a mesma classe e o mesmo Hort que ela. Fiquei com o coração na mão, mas na realidade ela é uma das últimas crianças que ainda não têm a permissão de voltar sozinha pra casa, eu a levo e a busco de carro todos os dias, já que sua escola é no meu caminho para o meu trabalho. (Aqui os alemães costumam já deixar os filhos de 6/7 anos ir e voltar sozinhos pra casa, logo que entram na escola, na 1a. série de colégio). Pois bem, às 5:05 da tarde meu namorado ligou, dizendo que a Taísa ainda não tinha chegado. Liguei pro Hort e me disseram que a mãe do seu coleguinha os tinha buscado de carro. Deduzi que a Taísa ainda estava na casa deles e iria chegar em casa rapidinho. Às 6 da tarde liguei de novo, nada. Daí pedi pro Matthias ligar pra casa do colega dela e pedir pra Taísa voltar pra casa. Ela voltou, dizendo que tinha entendido que o Matthias a buscaria lá… Bom, já vi que vou ter que deixá-la mais alguns meses sem ir pra escola e/ou voltar pra casa sozinha, pois ela ainda não aprendeu que para isso tem que saber seguir 100% minhas instruções e se ela não segue, eu não posso deixá-la mais livre. Tento de novo no 3. ano!

 

Agora minha filha está com quase 9 anos e praticamente não precisa mais de mim, ela precisa muito mais dos amigos, da escola e já tem seu mundo próprio. Mas mesmo assim, preciso mais dela do que ela de mim e tenho dificuldades de aceitar que sou só sua mãe adjacente e não mais a figura central de sua vida. Bonitinho dela, meu xuxu, minha florzinha, meu arco-iris, meu ursinho de pelúcia, vira e mexe ainda recebo declarações de amor feito a abaixo (inclusive errinhos de alemão):

 

Mama ich mag dich das Sag ich dir

Kaum bist du wag dan felst du mir

ou

Mama ich mag dich, das sage ich dir

Kaum bist du weg, dann fehlst du mir

ou

Mamãe eu te adoro, isso eu te digo

Assim que você não está mais perto de mim, sinto sua falta

 Escrito por Sandra Santos às 22h07

Comente aqui: ou aqui: []

::Aquário particular::

 

Agora mesmo acabei de colocar a Taísa na cama, estou ao mesmo tempo no computador e na televisão está passando um DVD que comprei no sábado: é um aquário (sabia que eu sempre fui doida pra ter um?) com músicas instrumentais, em 3 tipos variados. E qual não foi minha surpresa, a 3a. seleção é de músicas quase que praticamente brasileiras! Sabe aquelas músicas de seresta de sexta-feira da esquina e algumas das melhores músicas de Bossa Nova da nosso Brasil? Agora tá tocando uma música assim no meu aquário particular e os peixinhos estao nadando, pra lá e pra cá... Agora começou a tocar Desafinado, lindo! Que sorte a minha de ter achado um DVD assim tão bonito, ainda mais que ao comprar não pude ver que tipo de música tinha dentro!



 Escrito por Sandra Santos às 22h12

Comente aqui: ou aqui: []

::Voltando à seção “Músicas que fizeram parte da sua vida” (recém-inaugurada)::

Bom, já que estou falando de música… Agora estou ouvindo, por acaso, Sade Adu e seu “Cherry Pie”. Essa é a mágica da música: a gente ouve uma música e é transportada diretamente para outras épocas, outras partes da nossa vida. Quando eu era louca pela Sade, ouvia-a direto e reto sem parar, acho que eu tinha 15-18 anos.

 

(…)

you were the only one.
i'm feeling strong,
i loved you then.
so i ask you anyway.

gotta find out what i meant to you.
you broke my heart.
gotta find out...
gotta find out what i meant to you.

you teased me.

you were the only one.
you were the only one.
son of a gun.

you were the only one.
you were the only one.

 

Ei, continuando a ouvir o canal Cantoras da UOL, estou sendo apresentada a excelentes cantoras que ainda não conhecia, tipo Jill Scott, Cibelle Cavalli… Legal, que bela viagem musical!!! Ah… e agora vem a Grace Jones… slaaaaaave to the rhythm… slaaaaaaaaaave to the rhythm.... 

 

::Fora Collor !::

 

Acabei de ler na Veja que o Collor pretende voltar à política. Será que isso será possível? Será mesmo que os brasileiros têm memória curta assim? Espero que não!

 

::Nomes::

 

Os nomes mais comuns dados a bebês aqui na Alemanha em 2003 foram os seguintes.

Para meninas : Marie, Sophie, Maria, Anna/Anne, Lea(h), Laura, Leonie

Para meninos : Maximiliam, Alexander, Leon, Paul, Lukas/Lucas, Felix

 

Nomes que também são muito queridos por aqui: Hanna(h), Alina, Charlotte, Moritz, Jakob e Elias.

 

Além dos nomes acima, muitas pessoas procuram dar a seus pimpolhos nomes fora do normal, muitas vezes extravagantes e até de mau gosto. Os orgãos oficiais confirmaram que uma criança aqui pode se chamar “Nemo” (nada). Pode ?!?

 

Quando a Taísa nasceu, outra opção minha pra ela teria sido Luísa, nome que também adoro. Mas aqui Luísa, infelizmente, é nome de velha… Então ficou Taísa mesmo, nome de uma menina linda de olhos verdes que tínhamos conhecido no Brasil, que acabou sendo uma boa escolha: é simples, curtinho, fácil de memorizar, de escrever, só deve existir uma vez por aqui e tem um significado bonito (a admirada).

 

Eu nunca gostei de ter dois nomes, e por isso minha filha só tem um nome. E dois sobrenomes, sim senhora, pois ela é filha de pai e de mãe ! (Aqui as crianças só costumam receber o sobrenome do pai!!!). Outro dia a Taísa me perguntou por que ela não tem um 2° nome… Ninguém está satisfeito com o que tem, né?



 Escrito por Sandra Santos às 19h59

Comente aqui: ou aqui: []

::Feels like home::

Estou ouvindo o 2° CD da Norah Jones, que comprei hoje. Da primeira vez que o ouvi não gostei muito dele, mas agora da segunda vez já estou gostando bem mais. Acho que esse CD dela é feito vinho, quanto mais velho, melhor ou quanto mais vezes a gente ouve, mais gosta. A voz dela tem qualquer coisa que embriaga a alma da gente e dá esse sentimento mesmo que ela usou pra titular seu CD, dá um gostinho de aconchego, de gostar e de se sentir bem por estar em casa. Afinal, um dos melhores lugares do mundo.

 Escrito por Sandra Santos às 15h33

Comente aqui: ou aqui: []

::Where is the love?::

Olha só que música linda, linda, linda do grupo Black Eyed Peas! Ah, se muitas pessoas pensassem parecido sobre os problemas do nosso mundo atual!...

What's wrong with the world, mama
People livin' like they ain't got no mamas
I think the whole world addicted to the drama
Only attracted to things that'll bring you trauma
Overseas, yeah, we try to stop terrorism
But we still got terrorists here livin'
In the USA, the big CIA
The Bloods and The Crips and the KKK
But if you only have love for your own race
Then you only leave space to discriminate
And to discriminate only generates hate
And when you hate then you're bound to get irate, yeah
Madness is what you demonstrate
And that's exactly how anger works and operates
Man, you gotta have love just to set it straight
Take control of your mind and meditate
Let your soul gravitate to the love, y'all, y'all

People killin', people dyin'
Children hurt and you hear them cryin'
Can you practice what you preach
And would you turn the other cheek

Father, Father, Father help us
Send some guidance from above
'Cause people got me, got me questionin'
Where is the love (Love)

Where is the love (The love)
Where is the love (The love)
Where is the love
The love, the love

It just ain't the same, always unchanged
New days are strange, is the world insane
If love and peace is so strong
Why are there pieces of love that don't belong
Nations droppin' bombs
Chemical gasses fillin' lungs of little ones
With ongoin' sufferin' as the youth die young
So ask yourself is the lovin' really gone
So I could ask myself really what is goin' wrong
In this world that we livin' in people keep on givin'
in
Makin' wrong decisions, only visions of them dividends
Not respectin' each other, deny thy brother
A war is goin' on but the reason's undercover
The truth is kept secret, it's swept under the rug
If you never know truth then you never know love
Where's the love, y'all, come on (I don't really know)
Where's the truth, y'all, come on (I don't really know)
Where's the love, y'all

People killin', people dyin'
Children hurt and you hear them cryin'
Can you practice what you preach
And would you turn the other cheek

Father, Father, Father help us
Send some guidance from above
'Cause people got me, got me questionin'
Where is the love (Love)

Where is the love (The love)
Where is the love (The love)
Where is the love
The love, the love

I feel the weight of the world on my shoulder
As I'm gettin' older, y'all, people gets colder
Most of us only care about money makin'
Selfishness got us followin' our wrong direction
Wrong information always shown by the media
Negative images is the main criteria
Infecting the young minds faster than bacteria
Kids wanna act like what they see in the cinema
Yo', whatever happened to the values of humanity
Whatever happened to the fairness in equality
Instead in spreading love we spreading animosity
Lack of understanding, leading lives away from unity
That's the reason why sometimes I'm feelin' under
That's the reason why sometimes I'm feelin' down
There's no wonder why sometimes I'm feelin' under
Gotta keep my faith alive till love is found

Now ask yourself
Where is the love?
Where is the love?
Where is the love?
Where is the love?

People killin', people dyin'
Children hurt and you hear them cryin'
Can you practice what you preach
And would you turn the other cheek

Father, Father, Father help us
Send some guidance from above
'Cause people got me, got me questionin'
Where is the love (Love)

Where is the love (The love)
Where is the love (The love)
Where is the love (The love)

Where is the love (The love)
Where is the love (The love)
Where is the love (The love)



 Escrito por Sandra Santos às 17h35

Comente aqui: ou aqui: []

::Carnaval na Alemanha::

Fasnet in Rottweil, Federahannes

 

Hoje começou o carnaval (o alemão diria: não, ele começa no dia 11.11 às 11:11 horas, mas tudo bem) e já ontem a cidade ficou lotada, todos de branco com lenços vermelhos e com a cara pintada de branco. É o carnaval de rua, tradição daqui. Hoje a Taísa foi pra escola fantasiada de bruxa com o rosto bem pintadinho de preto, boca, olhos e uma aranha & teia na bochecha. Eu comprei pra ela de 2a. mão uma fantasia muito bonita, costurada em casa por uma outra mãe zelosa. No meio da manhã as crianças são "libertadas" pelos blocos carnavalescos, que passam de escola em escola para que os professores e os alunos saiam de férias escolares e entrem no ritmo de carnaval. Esse ano não estava animada com carnaval e no trabalho nos pediram para não irmos fantasiados, dado que o chefão, ainda na função, tinha supostamente pedido que o carnaval fosse comemorado sem visita de blocos e sem fantasias, por causa da morte de seu filho. Detalhe: hoje foi todo mundo sem fantasia e ele, sem saber de nada, chegou fantasiado!… Teve que ir pra casa pra trocar de roupa…. Hihihi…

 

Carnaval aqui no sul da Alemanha é levado muito a sério e as pessoas chegam a planejar muito e gastar fortunas com as fantasias, que são muitas vezes também bastante pesadas (máscaras ou a completa fantasia de madeira, com peso de até 20-25 kgs.). A maioria das máscaras mostram caras bastante feias, o que explica a origem do carnaval daqui, de querer afugentar o inverno. Para um brasileiro, existem dois grandes problemas: o frio (e hoje ainda tem o problema do vento forte, que faz com que o frio piore e muito!) e o ritmo das músicas, se é que aquilo pode ser chamado de ritmo. Como estou na fronteira com a Suíça, já constatei que os suíços conseguem fazer música com um pouco mais de ritmo, mas a batida alemã deixa muito a desejar…

 

Eu, como nunca gostei muito de carnaval, participo pouco ou quase nada das festividades. Aqui o povo diz “Narri, narro” quando se vê, para se cumprimentar. Pela primeira vez, este ano, ao ver a passagem de alguns blocos carnavalescos, não captei nenhum sentido no negócio e achei que eram um bando de bobos desfilando, como a sensação que eu sempre tenho com respeito ao futebol (tirando Copa do Mundo, pois ninguém é de ferro!). Mas não há como negar que principalmente para as crianças o carnaval é uma época mágica em que elas podem entrar no mundo da fantasia e teatralizar suas vidas. Narri, narro!

Fasnet in Rottweil, Narrensprung



 Escrito por Sandra Santos às 13h52

Comente aqui: ou aqui: []

::Renovação::



 Escrito por Sandra Santos às 13h05

Comente aqui: ou aqui: []

::Exemplo de música que faz a alma da gente sorrir ::

 Ouvir música brasileira é bom demais!!! Feliz carnaval pra todo mundo!

Sorte Grande

Ivete Sangalo

Composição: Ivete Sangalo

A MINHA SORTE GRANDE, FOI VOCÊ CAIR DO CÉU, MINHA PAIXÃO VERDADEIRA.
VIVER A EMOÇÃO, GANHAR TEU CORAÇÃO, PRA SER FELIZ A VIDA INTEIRA.
É LINDO O TEU SORRISO, O BRILHO DOS TEUS OLHOS, MEU ANJO QUERUBIN.
DOCE DOS MEUS BEIJOS, CALOR DOS MEUS BRAÇOS, PERFUME DE JASMIM.
CHEGOU NÃO DEU ESPAÇO, MANDANDO NO PEDAÇO, O AMOR QUE NÃO É BRINCADEIRA.
PEGOU ME DEU UM LAÇO, DANÇOU BEM NO COMPASSO, QUE PRAZER LEVANTOU POEIRA.
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...LEVANTOU POEIRA.
THURUN DHUN,THURUN DHUN,THURUN DHUN,THURUN DHUN,THURUNDHUN,THURUN DHUN,THURUN DHUN,THURUN DHUN.
CHEGOU NÃO DEU ESPAÇO, MANDANDO NO PEDAÇO, O AMOR QUE NÃO É BRINCADEIRA. PEGOU ME DEU UM LAÇO, DANÇOU BEM NO COMPASSO, QUE PRAZER LEVANTOU POEIRA.
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
LEVANTOU POEIRA...EU QUERO OUVIR VOCÊ CANTAR.
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
EU DISSE LEVANTOU POEIRAAAAAAAAA..
LEVANTOU, LEVANTOU POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...
POEIRAAAAAAA...



 Escrito por Sandra Santos às 12h14

Comente aqui: ou aqui: []

::Trechos de "O Profeta" de Khalil Gibran ::

Acabei de ver um lindo filme de amor com a Sandra Bullock, contando uma parte da vida do escritor Hemmingway (Love and War). Apesar de ter planejado outros assuntos para o post de hoje, me deixei envolver pelos sentimentos explosivos e divinos do amor. Para comemorá-los, alguns trechos (em parte repetidos!) de Khalil Gibran para todos nós:

O matrimônio

Vocês nasceram juntos, e juntos estarão mesmo quando as asas brancas da morte terminem com seus dias - porque continuarão unidos na memória silenciosa de Deus. 
Mas que haja espaço entre os dois. Que o vento dos céus possa passar entre seus corpos. 
Amem, mas não transformem o amor em uma atadura.
Que um encha o copo do outro, mas que jamais bebam do mesmo copo. 
Cantem e dancem, estejam alegres, mas que cada um mantenha sua independência; as cordas de um alaúde estão sozinhas, embora vibrem com a mesma música. 
Entreguem o seu coração, mas não para que seu companheiro o possua - porque só a mão da Vida pode conter corações inteiros. 
Estejam juntos, mas não demasiado juntos - porque os pilares de um templo estão separados. 
O carvalho não cresce à sombra do cipreste, e o cipreste não consegue crescer à sombra do carvalho.

Os filhos

Seus filhos não são seus filhos; são filhos e filhas da vida. Vieram através de vocês, mas não lhe pertencem. 
Podem dar seu amor, mas não seus pensamentos - porque eles tem seus próprios sonhos.
Podem proteger seus corpos, mas não suas almas - porque suas almas habitam na casa do amanhã, que mesmo em sonho vocês não podem visitar. 
Podem tentar ser como eles, mas não tentem fazer com que se comportem como vocês; porque a vida não retrocede, nem se deixa seduzir pelo dia de ontem. 
Vocês são o arco onde seus filhos, como flechas vivas, são impulsionados para adiante; deixem que a mão do Arqueiro trabalhe, porque assim como Ele ama a flecha que voa, também ama o arco, que permanece estável.

O amor

Quando o amor chamar, aceitem seu chamado, mesmo que o caminho seja duro, difícil.
E quando suas asas se abrirem, entreguem-se, mesmo que a espada que está ali escondida termine provocando ferimentos.
E quando o amor disser algo, acreditem, mesmo que sua voz destrua seus sonhos, como o vento do norte devasta os jardins. 
Porque o amor glorifica e crucifica. Faz crescer os ramos, e os poda. Tritura os homens, até que estejam flexíveis e dóceis. Os queima em fogo divino, para que possam converter-se em um pão sagrado, que será consumido no banquete de Deus.
Entretanto, se tiverem medo, e quiserem encontrar no amor apenas a paz e o prazer, melhor que se afastem de sua porta, e procurem outro mundo, onde poderão rir mas sem toda alegria, e poderão chorar mas sem usar todas as lágrimas. 
O amor não dá nada e não pede nada além de si mesmo. O amor não possui nem é possuído - porque ele se basta. 
E não tentem dirigir o seu curso: porque se o amor achar que são dignos, ele os dirigirá até onde devem chegar.



 Escrito por Sandra Santos às 21h40

Comente aqui: ou aqui: []

::Conversa pra boi dormir::

Olhem só a mensagem do blogger.com hoje na 1a. página...

Alô, alô, responde... O Blogger.com.br ficou inacessível para quem está fora do Brasil durante alguns períodos deste final de semana por conta de um ataque originado no exterior contra nossos servidores. Não mudamos nossa política de acesso nem estamos conspirando contra os estrangeiros. Voltaremos ao normal ainda hoje!

Acredita quem quer! Dá no pé quem tem juízo!



 Escrito por Sandra Santos às 20h01

Comente aqui: ou aqui: []

::Importação de posts do blogger.com::

Caramba, esse negócio é mais fácil do que eu imaginava ! Parabéns à equipe do UOL ! Deu certo com as mensagens, os links e muitas fotos !!!! Estou feliz novamente !!!!  Muito mesmo, mostrando todos os dentes num sorriso super Colgate como este !!!



 Escrito por Sandra às 21h36

Comente aqui: ou aqui: []

::Primeira publicação no blog novo::

Ei, até agora foi muito rápido e fácil! A única coisinha chata foi que o nome do blog não pôde sair como é na realidade (Mineirinha n’Alemanha) porque o programa do blog do UOL nao permitiu o apóstrofo abreviando o “na”. Mas tudo bem, se eu tiver sorte na hora de importar meus posts, vou ficar toda, toda…

 

Enquanto isso, estamos batalhando pra botar a boca no trombone e reclamar da falta de respeito da Globo para conosco. O texto deve sair rapidinho para a imprensa e para todos os blogs que quiserem publicá-lo. Seria muito bom pra Globo repensar seu ato e talvez até voltar atrás… o que pode ser então tarde demais, se ela continuar a perder clientes como deve estar perdendo nos últimos dias…



 Escrito por Sandra às 21h00

Comente aqui: ou aqui: []

:: Nao consigo me ver::

Nao estou me vendo, este post está sendo feito às escuras... Pra ler meus comentários, pedi a uma prima no Brasil pra entrar no meu blog e passá-los pra mim na base do copiar, colar no MSN. Tem base? Estamos em Cuba, num país totalitário, estamos submetidos a um regime facista, ou será que eu vim parar no filme errado?

Liberdade pra todos nós! Mesmo que os brasileiros no exterior não gastem sua grana todo dia dentro do Brasil (caso o motivo da Globo seja mesmo financeiro), continuamos com famílias e amigos aí e um pouco mais de educação e respeito para conosco teria sido possível! Nos tiraram o acesso sem aviso prévio! E somos formadores de opinião, isso sim. Mas acredito que a Globo ainda tenha tempo de repensar sua atitude. Vamos ver... A revolta é tanta que tanto os brasileiros "de fora" quanto os "de dentro" estão pensando em deixar o blogger.com.br, e com razão...

Viva a liberdade de expressão!!!

 Escrito por Sandra às 01h35

Comente aqui: ou aqui: []

::Gerenciador de arquivos::

Será que alguém pode me explicar como fazer pra eu guardar no meu computador os arquivos do meu blog? Agora estão limitando o uso do blog para até 10 MB e eu não quero esperar passivamente até meus escritos desaparecerem do mapa! Help me!!!

::Quebrada e moída::

A empresa onde trabalho foi vendida hoje para uma concorrente inglesa. Novas perspectivas, novo chefe. E junto de tudo isso, muitos funcionários estão com medo de perder o emprego, muitas dúvidas estão ainda no ar e tem muita gente inicialmente perdida, apesar de que os novos donos pediram pra gente continuar a trabalhar como antes: « business as usual ».

Estou super cansada, cheguei em casa com dor de cabeça e sinto meu corpo moído como se tivessem passado com um trator em cima de mim. Não porque tenha trabalhado muito hoje, mas pela expectativa e absorção das energias na empresa, que estão a mais de mil por hora!

E como vai ser o futuro? Só Deus sabe!!!

::Recadinho pra Vlee::

Mudando de assunto, Vlee, nossa conversa ontem por MSN foi super legal! Vamos repetir a dose logo, logo, viu? Beijos!



 Escrito por Sandra às 21h16

Comente aqui: ou aqui: []

::Outro pedacinho de um texto bom do Geraldo::

Mas se você encarar que ta com os dias contados vai arranjar coragem para exercer o seu (quem disse sagrado?) direito de escolher o tipo de pessoa que quer ser e o tipo de vida que quer levar. E levar adiante a sua decisão, a despeito de todos os problemas que isso possa lhe causar. Como diz Mário Quintana, "A morte é o aperitivo da vida"...

 Escrito por Sandra às 03h10

Comente aqui: ou aqui: []

::Domingo à noite::

Enquanto bato papo por MSN, ouço Caetano e dou um giro pela internet, olho o meu blog e o de outras pessoas, começo a sonhar com as possibilidades da era moderna. Já pensou na possibilidade de poder retomar a conversa com pessoas que foram importantes pra você há 15, 20 anos atrás?!?

Aqui os alemães têm uma tradição super legal. Eles se reúnem a vida toda, turmas de primeiro, segundo grau, ginásio, faculdade, pessoas que trabalharam juntas, que estiveram juntas por muitos anos seguidos... Muitos deles não se perdem, eles conseguem manter o contato apesar do passar dos anos.

Também é bem mais fácil fazer isso aqui. Todas as pessoas são obrigadas a comunicar às prefeituras seu endereço completo e se uma pessoa procura outra, é só entrar em contato com as prefeituras e, pagando uma pequena taxa, recebe-se o endereço atual da pessoa. Os endereços são parte integrante da "carteira de identidade" dos alemães. Fácil, né?

Mas seria legal recuperar contato com algumas pessoas que foram importantes pra mim e que se perderam no tempo... De vez em quando fico me perguntando como elas vivem, se estão felizes, o que fizeram de suas vidas, o que mudou, o que ficou - muitas perguntas, poucas respostas. Já tive a oportunidade de retomar a amizade com a Alessandra, uma amiga minha de infância, depois de uns 15 anos separadas. Percebo que esta amizade é muito importante pra mim hoje, pois nós nos conhecemos há muitos anos, temos uma relação muito profunda e muito boa, baseada em sinceridade e amor gratuito.

Talvez essas peças-chaves do meu passado possam, se pensarem da mesma forma que eu, me achar na internet através deste blog e dos meus escritos. Seria legal, sem dúvida !

::Cinema alemão e brasileiro::

Compramos o DVD do Cidade de Deus. Que benção ! São dois CDs, um com o filme em si e o outro com extras, muito valiosos. Incrível perceber que este filme precisou de anos pra sair assim como saiu, que o Fernando Meirelles decidiu propositalmente filmar com uma mistura de atores profissionais e também de atores tirados das favelas do Rio. A tendência da gente é analisar sempre a superfície das coisas e dela tirar uma conclusão. Pois bem, eu que já tinha gostado do filme assim, de princípio, passei a gostar e a admirar ainda mais o trabalho do cineasta e de todas as pessoas envolvidas com este filme depois de ver os detalhes da criação do filme. E além do mais é um grande orgulho pra nós brasileiros ver que o filme recebeu reconhecimento internacional só pelas indicações deste ano a 4 (!)categorias no Oscar (Melhor Diretor, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição e Melhor Fotografia). Vamos torcer pelo nosso cinema!!!

Hoje também fui assistir a um filme alemão contando uma estória de brasileiras aqui na Alemanha. O filme se chama "Samba in Mettmann" e é uma comédia muito legal de passa-tempo, leve e engraçada. Conseguimos, eu, minha amiga e nossas filhas, rir mais do que toda a platéia alemã junta, pois já que não há subtítulos no filme, e entendemos de cara coisas como "macumba" e outros detalhes, conseguimos entender a estória mais completamente e aumentamos nossas possibilidades de rir com o que ela contava. Foi ótimo!

A Ingrid (um beijo, querida!) me perguntou se eu gosto do cinema alemão. Sim, eu gosto! Eles têm poucas possibilidades de criação, Hollywood dominou mesmo o mundo e existem artistas alemães que saem daqui pra tentar fazer sucesso nos EUA. (Assim como existem poucos cantores ou bandas alemãs que fazem sucesso aqui. E mais poucos ainda que cantam em alemão. A maioria manda ver em inglês mesmo, mesmo porque criar melodia em alemão não é fácil!). Mas a produção alemã, até de filmes para a TV, de um modo geral, é legal e vale a pena ser vista.

Bom, vou parando por aqui. Vocês, meus leitores fiéis, me assustaram por terem lido firmemente o meu último post com a tradução da música do Herbert Grönemeyer. Achava que ninguém teria saco ou vontade de ler a tradução de uma música linda, mas triste. Valeu ! Gostei de terem gostado ! Bom início de semana pra todos vocês !!!



 Escrito por Sandra às 02h39

Comente aqui: ou aqui: []

::Mais uma do Grönemeyer::

Aqui vai mais uma letra de uma música do cantor alemão Grönemeyer que está tocando nas rádios atualmente, achei a letra na internet em inglês e em alemão e mais abaixo faco a tradução em português. É triste, mas é muito bonita. Espero que gostem, tanto quanto eu!

UNBEWOHNT
Ich steh auf, streun
durchs Haus
Geh zum Kühlschrank,
mach ihn auf
Er ist kalt, er ist leer

Beweg mich im
aussichtslosen* Raum,
Führ Selbstgespräche,
hör mich kaum,
Bin mein Radio,
schalt mich aus

Ich würde mich gern
verstehen,
Aber ich weiß nicht,
wie das geht
Der Grundriss ist weg

Ooh
Es tropft ins Herz
Mein Kopf unmöbliert
und hohl
Ooh
Keine Blumen im Fenster
Der Fernseher ohne Bild
und Ton
Ich fühl mich unbewohnt

Im Spiegel nur ein Gesicht
Stell mich zur Rede,
antworte nicht
Stummes Interview
Das Nichts steckt in
jedem Detail
In mir sind alle
Zimmer frei
Und ich dazu

Ooh
Es tropft ins Herz
Der Kopf unmöbliert
und hohl
Ooh
Keine Blumen im Fenster
Der Fernseher ohne Bild
und Ton
Ohne Bild und Ton
Ich fühl mich unbewohnt

Zwangsgeräumte Gründe
Gekündigt vor der Zeit
Keine Seele in vier Wänden
Hundert Jahre Einsamkeit

Alles still, unbewegte Zellen
Und das Wetter gibt's
nicht mehr
Die Straße hat keine Stimme
Autolos, kein Verkehr

Ooh
Es tropft ins Herz
Mein Kopf unmöbliert
und hohl
Ooh
Keine Blumen im Fenster
Der Fernseher ohne Bild
und Ton
Ohne Bild und Ton
Ich fühl mich unbewohnt
Ich fühl mich unbewohnt

VACANT
I get up, roam through
the house
Go to the fridge,
open it
It's cold, it's empty

I move around the
hopeless* room
Talk to myself, but
hardly hear
I'm my radio,
turn myself off

I would like to
understand myself
But I don't know
how
The floor plan is gone

Ooh
It drips into the heart
My head unfurnished
and hollow
Ooh
No flowers in the window
The TV without picture
and sound
I feel vacant

In the mirror just a face
Take myself to task,
don't answer
Silent interview
Nothingness is in
every detail
Inside me all the rooms
are vacant
And I am, too

Ooh
It drips into the heart
The head unfurnished
and hollow
Ooh
No flowers in the window
The TV without picture
and sound
Without picture and sound
I feel vacant

Evicted reasons
Kicked out before their time
No soul within four walls
Hundred years of loneliness

All still, motionless cells
And weather does not
exist any more
The street has no voice
Car-less, no traffic

Ooh
It drips into the heart
My head unfurnished
and hollow
Ooh
No flowers in the window
The TV without picture
and sound
Without picture and sound
I feel vacant
I feel vacant

*aussichtslos is a play on the dual meaning of Aussicht: view (room without a view) and prospect (no prospects)

DESABITADO
Eu me levanto,
Ando pela casa
Vou à geladeira
Abro-a
Ela está fria, ela está vazia

Ando por cômodos sem sentido
Converso comigo mesmo
Quase não me ouço
Eu sou meu rádio, desligo-me

Eu adoraria poder
Me entender
Mas eu não sei
O que fazer pra isso
A planta da casa sumiu

Ooh
Está pingando no coração
Meu corpo não tem móveis
E está vazio
Ooh
Não há flores na janela
A televisão não tem imagem
Nem som
Eu me sinto desabitado

Na janela, só um rosto
Quero conversar comigo,
Nenhuma resposta
Entrevista silenciosa
O nada está por trás
De cada detalhe
Aqui em mim
Todas os quartos estão vazios
E eu também

Ooh
Está pingando no coração
Meu corpo não tem móveis
E está vazio
Ooh
Não há flores na janela
A televisão não tem imagem
Nem som
Eu me sinto desabitado

Razões impostas
Despedidas antes do tempo
Nenhuma alma entre quatro paredes
Cem anos de solidão

Tudo parado, células sem movimento
E o tempo
Não existe mais
A rua não tem voz
Sem automóveis, nenhum trânsito

Ooh
Está pingando no coração
Meu corpo não tem móveis
E está vazio
Ooh
Não há flores na janela
A televisão não tem imagem
Nem som
Eu me sinto desabitado
Eu me sinto desabitado


 Escrito por Sandra às 23h00

Comente aqui: ou aqui: []


::A vida tem basicamente dois caminhos::

Ou você segue o caminho da tristeza,
arma-se de medo, de ciúmes e de falsas alegrias,
arma-se de angústia, se repete, fecha os olhos, se acomoda,
e segue sem direção o rebanho dos que não sabem;
obedece regras injustas, não reage, não questiona,
não se aprimora, não lê, não busca, não significa.
Não percebe o absurdo em que se mete:
vende a própria natureza por duas ou três moedas de aço,
troca a inocência pura pela responsabilidade apressada,
torna-se respeitável aos olhos da sociedade,
cumpre horários, nunca tem tempo, se preocupa com coisas banais...
Comerciante das próprias emoções, já não brinca,
vive correndo, ama com pressa, produz,
- nem se lembra mais da lua! -
e se torna uma pessoa média, mediana,
medíocre,
pequena, cansada e normal;

Ou você escolhe o caminho da ousadia,
compreende, vai mais longe, se aprofunda,
respeita o ser humano que existe em você mesmo,
resgata a própria vida e o sorriso,
rompe de vez com o passado agonizante,
procura defender a verdade, a justiça e a poesia,
acorda e assopra o fogo da alma que dormia,
ultrapassa esses limites que sufocam,
cavalga o cavalo negro, cego e alado das paixões gostosas e sublimes,
enche o peito de coragem, corações e relâmpagos,
acende de novo esse vulcão que é o teu corpo,
deixa a própria cabeça plena de agora,
de estrelas e vertigem,
- e parte em busca de Aventura,
de Amor e Liberdade!

É uma simples questão de escolha...

Qual é o teu caminho?

Este texto é de autoria do Edson Marques, dono do blog "Mude" ; texto este que eu delicadamente copiei e colei no meu blog pra não esqnnte sobre o assunto com uma colega minha de serviço... Coincidência???

Bom final de semana pra todos vocês!

A idade de ser feliz
Geraldo Eustáquio de Souza

Existe somente uma idade para a gente ser feliz
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-los
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos

Uma só idade para a gente se encantar com a vida
e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo nem culpa de sentir prazer

Fase mágica,
em que a gente pode criar e recriar a vida
à nossa própria imagem e semelhança
e sorrir e cantar e brincar e dançar
e vestir-se com todas as cores
e entregar-se a todos os amores
experimentando todos os seus sabores
sem preconceito nem pudor

Tempo de entusiasmo e de coragem
em que todo desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda a disposição
de tentar algo novo,
de novo e de novo, e quantas vezes for preciso

Essa idade, tão fugaz na vida da gente,
chama-se presente,
e tem apenas a duração do instante que passa ...
... doce pássaro do aqui e agora
que quando se dá por ele já partiu para nunca mais!

 Escrito por Sandra às 00h23

Comente aqui: ou aqui: []

" Quando o homem desperta para um grande sonho,e sobre ele lança a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor" ...

Morreu ontem em Campinas a escritora Hilda Hilst. Quero conhecer mais da obra dela!!! E sou grata aos blogueiros, que me mostraram poemas da escritora, já me mostraram um pouquinho de muitas outras coisas e me ensinaram tantas outras. Obrigada!

 Escrito por Sandra às 02h04

Comente aqui: ou aqui: []


::A vida tem basicamente dois caminhos::

Ou você segue o caminho da tristeza,
arma-se de medo, de ciúmes e de falsas alegrias,
arma-se de angústia, se repete, fecha os olhos, se acomoda,
e segue sem direção o rebanho dos que não sabem;
obedece regras injustas, não reage, não questiona,
não se aprimora, não lê, não busca, não significa.
Não percebe o absurdo em que se mete:
vende a própria natureza por duas ou três moedas de aço,
troca a inocência pura pela responsabilidade apressada,
torna-se respeitável aos olhos da sociedade,
cumpre horários, nunca tem tempo, se preocupa com coisas banais...
Comerciante das próprias emoções, já não brinca,
vive correndo, ama com pressa, produz,
- nem se lembra mais da lua! -
e se torna uma pessoa média, mediana,
medíocre,
pequena, cansada e normal;

Ou você escolhe o caminho da ousadia,
compreende, vai mais longe, se aprofunda,
respeita o ser humano que existe em você mesmo,
resgata a própria vida e o sorriso,
rompe de vez com o passado agonizante,
procura defender a verdade, a justiça e a poesia,
acorda e assopra o fogo da alma que dormia,
ultrapassa esses limites que sufocam,
cavalga o cavalo negro, cego e alado das paixões gostosas e sublimes,
enche o peito de coragem, corações e relâmpagos,
acende de novo esse vulcão que é o teu corpo,
deixa a própria cabeça plena de agora,
de estrelas e vertigem,
- e parte em busca de Aventura,
de Amor e Liberdade!

Voltando ao texto acima, eu faço parte, com relativa frequência, do primeiro grupo e páro para refletir muitas vezes na minha vida, muitas vezes várias vezes ao dia, pra sempre conseguir voltar ao segundo grupo! E você?


 Escrito por Sandra às 21h12

Comente aqui: ou aqui: []

::Enquanto estrangeiros procuram trabalho por aqui...::

...muitos alemães vão procurar trabalho em outros países, dentro e fora da Europa. Atualmente, quase o mesmo número de imigrantes para a Alemanha corresponde ao total de emigração de alemães para fora do país, com uma pequena margem positiva para os imigrantes.

Acabo de assistir um documentário na televisão (canal ZDF, Suche Arbeit - Grenzenlos!) que mostrou a história de um casal de fotógrafos com dois filhos que foi morar em Barcelona, uma enfermeira que está há 10 meses em Londres e conseguiu voltar para a área onde gosta de trabalhar e, por último, sobre alguns desempregados na área industrial, vindos da Alemanha oriental, que estão na beira dos 50 anos e têm 20-30 anos de experiência. Aqui, estavam sem emprego e agora encontraram emprego na Suécia. Todos elogiaram o fato de poderem trabalhar naquilo que gostam e de serem reconhecidos como bons profissionais e bem recompensados por sua força de trabalho, apesar dos poucos contatos e da dificuldade de fazer novas amizades.

O Matthias foi numa escola aqui perto de casa ver se há alguma possibilidade de continuar seus estudos e de melhorar o rumo de sua carreira profissional. Voltou de lá com a certeza de que já é uma grande coisa hoje em dia se ele tem um emprego, por mais que não esteja 100% satisfeito com o que faz hoje em dia. Lá estava cheio de jovens que já acabaram outras escolas, mas como não encontram emprego ou uma vaga para um curso profissionalizante, voltam aos bancos das escolas, ficando cada vez mais distantes de uma colocação profissional e para a felicidade das estatísticas oficiais, inexistentes como desempregados.

A vida está difícil pra todo mundo, não importa de onde quer que seja que a pessoa venha ou tenha nascido. Pra outros mais, pra outros menos. E os efeitos da globalização misturam as pessoas cada vez mais, as levando a ir enfrentar outras terras, outros costumes, onde elas se sentem valorizadas profissionalmente, mas dificilmente se sentirão « em casa ».


 Escrito por Sandra às 02h03

Comente aqui: ou aqui: []


::Sabedorias de família::

Aula de lógica da Tatá
- Mamãe, sabe porque eu tenho certeza que o Papai Noel existe?
- Por que, Taísa ?
- Porque uma amiga minha mora com a mãe dela, as duas só têm uma chave da casa delas. No último Natal elas viajaram juntas e quando voltaram, acharam presentes debaixo da árvore de Natal.
- Pois é, Taísa. E ainda tem criança boba que não acredita em Papai Noel, né?

Aula de Filosofia - Tatá II
- Mamãe, há muitas crianças que vivem com seus pais dentro de casa e não gostam disso. O meu pai não mora comigo e eu gostaria que ele morasse aqui. Ninguém está satisfeito com o que tem, né?
- É verdade, Taísa.

Outras do Matthias
Quando ainda estava fazendo frio prá capeta (semana passada), o Matthias foi pra cama e se tampou de todas as maneiras possíveis e imagináveis pra evitar que eu o tocasse com minhas mãos geladas. Não me dei por vencida e tentei de todas as formas... Suas reações:
- Não, por cima não, por favor!
- Não, por baixo também não. Pára!
Pra quem ouvisse suas súplicas sem saber do que se tratava, imaginaria outro quadro totalmente diferente do que esse, né? Hihihi...

Saber rir de tudo
Os últimos resquícios da operação dele é que ainda não sente uma parte de sua língua e tampouco consegue abrir sua boca totalmente. Eu estava lá na cozinha, numa noite, fazendo Wurstsalat (salada típica do sul da Alemanha feita de fatias de salsicha com queijo, tomate e cebola) junto dele e como a Taísa ainda estava com visita, disse que poderíamos esperar uns 15 minutos até sua visita ir embora, pra podermos jantar juntos. Ele aceitou, mas estava morrendo de fome. Então disse:
- Ok, mas me dá uma colherada de salada agora.
Eu atendi seu pedido, enchi bem a colher, mas tinha me esquecido que ele não conseguia abrir sua boca totalmente... Ele implorou:
- Empurra a colher na minha boca... Empurra...
E eu, não vendo como, decidi diminuir a porção, o que o deixou desesperado. Acabou ganhando uma colherada bem menor e teve que se contentar com ela. E nós dois morremos de rir com suas frases dos últimos dias : « por cima, por baixo » e « empurra, empurra »... Até sua doença é razão pra umas boas gargalhadas. A gente tem que saber rir de tudo.

::Compras de final de semana::

Saímos pra fazer compras pra casa e voltamos pra casa com algumas "coisitas" a mais. Principalmente o que mais me "alimentou" foram minhas novas aquisições musicais, um CD da Nelly Furtado chamado Folclore (ela canta um pouquinho em português e tem até uma música do Caetano Veloso, "Island of Wonder", alguém sabe que música é essa em português?) e outro CD do Laith Al-Deep, um músico alemão filho de pai iraquiano e mãe alemã. A Nelly Furtado é canadense mas seus pais vêm de Portugal. Por isso a mistura. Gostei muito dos dois CD's, apesar de que tenho que confessar que o CD do Laith Al-Deep é alguns degraus ainda melhor do que o da Nelly. Mas os dois são ótimos de ouvir, ainda mais agora que a neve nos deixou e que muito sol e claridade brindam nossos dias (o que me faz constatar que tenho que limpar minhas janelas, mas essa é outra estória... Vamos voltar aos CD's).

Acho que mistura de culturas só pode dar resultados bons assim feito nesses dois CD's. A pessoa fica com uma visão mais ampla e tem vários ângulos de observação, tem vários estilos musicais que a influenciam, e a música desses artistas tende a ser diversificada, conter mais energia, pulsar mais.

::Bendita máquina::
Cheguei em casa no sábado e tinha um problemão me esperando, junto do Matthias: a máquina de lavar roupas tinha "andado" durante o funcionamento e ficou presa entre a porta, que estava fechada, e a pia do banheiro. Resultado: não dava pra entrar, a máquina estava ligada e havia só uma distância de 2cm. mais ou menos na abertura da porta. Nao dava pra tirá-la (as portas daqui saem fácil, fácil, são só encaixadas na dobradiça), pois não havia abertura suficiente. O remédio foi começar a procurar por algo longo e fino que pudesse alcançar o pé traseiro da máquina e através do qual pudéssemos mover a máquina de volta pro lugar. A não ser isso, o remédio seria mandar alguém vir aqui na segunda-feira, quebrar a porta e comprar outra... Achamos o cabo da vassourinha que meu querido papai tinha dado há muitos anos atrás de presente pra Taísa, ele coube no buraco (quebrou uma pontinha da porta, mas tudo bem) e a bendita máquina voltou pro lugar. Nos salvamos!!!


 Escrito por Sandra às 00h25

Comente aqui: ou aqui: []
Meu nome: Sandra
Aniversário: Dia de sorte
Signo: Virgem


Gosto:
De melancia
Laranja
Sol
Viajar
Bater papo
Rodar o mundo

Não Gosto:
De cinza
Monotonia
Chuva

Ouço:
Norah Jones
John Mayer
Marisa Monte
Adriana Calcanhoto
Legiao Urbana
Cazuza
Milton Nascimento
Toquinho e Vinícius
JAZZ
BOSSA NOVA
MÚSICA COM LETRA INTELIGENTE OU BATUQUE BOM =D
MPB

Vejo:
Eu nao sou de ver TV, sou mais de ler e escrever... mas adoro cinema!

Leio:
Vá onde seu coração mandar - Susanna Tamaro
Utta Danella
Paulo Coelho
Geraldo Eustáquio de Souza
Meu perfil
BRASIL , Mulher , de 26 a 35 anos , Portuguese , German , Cinema e vídeo , Informática e Internet , Viagens, Leituras...
MSN -



Histórico
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004
01/01/2004 a 31/01/2004
01/12/2003 a 31/12/2003
01/11/2003 a 30/11/2003
01/10/2003 a 31/10/2003
01/09/2003 a 30/09/2003
01/08/2003 a 31/08/2003
01/07/2003 a 31/07/2003
01/06/2003 a 30/06/2003
01/05/2003 a 31/05/2003

Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Pousada Ilha do Sol
Sítio do Ipê Amarelo
Viver na Alemanha
Manual para a Alemanha
Mundo Pequeno
Companhia para Crescer
Warrior of the Light
Karey Lorena
Patilein
Trocando Figurinhas
Zero Grau
UOL
UOL SITES


 


 



Blogs que leio:
Daniel Eisheiliger
Ar de Amor
Consulta Sentimental
Indizível
Trocando Figurinhas
Tricotando



Site Meter