Mineirinha n'Alemanha
Brasil - Deutschland

::Enquanto isso, aqui em casa...::

Cheguei do trabalho e hoje a Taísa vai dormir na casa dos avós. Eu passei um dia mais ou menos, a neve lá fora com céu azul e muito sol me fazia ficar pensando o tempo todo em dar no pé de lá... Mas só na sexta é que eu tenho a oportunidade de compensar uma horinha perdida aqui e ali durante a semana, então não posso amolecer e isso foi difícil hoje!

Durante o dia fiquei de saco cheio de tudo. Nada excepcional aconteceu, foram "só" os medos normais do dia-a-dia: tudo vai ficando caro, o salário da gente não acompanha, as pressões de ter que funcionar, de que atender a expectativas alheias, de ter que me submeter a algumas regras com as quais nem sempre concordo, o medo de não dar conta do recado com o passar dos anos, uma pitada de insegurança aqui, outra pitada de solidão ali... e o circo está formado. Disse pro meu chefe:
- Agora estou fechada pra balanço. Sabe onde teria vontade de estar no exato momento? Tenho vontade de jogar tudo pro alto e dar no pé daqui, ir morar com meus pais na Pousada na praia.
E ele respondeu:
- É natural que você se sinta assim. Se não fosse assim de vez em quando, você não seria normal. Mas você iria ter que deixar tudo pra trás, e quando estivesse lá, poderia sentir falta daqui.
Ao que eu respondi:
- É, pode ser. Mas pode ter certeza de que eu poderia deixar tudo pra trás sem pensar duas vezes.

::Enquanto isso, no Brasil...::

Visto para os EUA agora exige fichamento
(Reportagem da Folha de São Paulo de ontem)

O governo norte-americano tornou ainda mais rigoroso o processo de identificação dos visitantes brasileiros e passou a exigir o fichamento, ainda no Brasil, dos interessados em entrar no EUA.
A medida começou a ser implantada ontem, no consulado norte-americano em Recife. Até maio, ela será obrigatória em todas as representações diplomáticas dos Estados Unidos no Brasil.
O novo fichamento não substitui o procedimento que já vem sendo feito nos EUA. Os brasileiros, assim como os cidadãos de outros países onde o sistema já foi implantado, passarão a ser identificados duas vezes.
A intenção, informou o consulado em Recife, é saber se a pessoa que obteve o visto de entrada é a mesma que chegou aos Estados Unidos. As digitais coletadas no Brasil serão confrontadas com as do segundo fichamento.

Ouvi na rádio 98FM que ontem 262 brasileiros voltaram pro Brasil por terem tentado entrar nos EUA sem visto. Uma pena! O pior é ouvir que muitos estão desempregados e têm medo de voltar ao Brasil por estarem endividados e nao saberem o que fazer. Um absurdo a existência de máfias de agências de viagens que cobram caro e fazem os desesperados acreditarem que é fácil ganhar dinheiro nos EUA vivendo ilegalmente.

Outra notícia vinda diretamente da minha querida-informante-de-primeira-mão-mamãe:

Sobre o fichamento dos brasileiros, há uma notícia interessante: como os brasileiros são fichados lá nos Estados Unidos, um Juiz federal entendeu que os americanos deveriam ter o mesmo tratamento aqui e os aeroportos internacionais, através da Polícia Federal, passaram a fazê-lo; em um destes fichamentos, o comandante do avião da American Airlines, ao ser fichado, fez um gesto obsceno e foi imediatamente preso, permanecendo na cela da Polícia Federal por 2 dias; para poder voltar aos Estados Unidos ele teve que pagar a fiança de R$36.000,00 que, tendo sido paga através de cheque, só lhe permitiu a saída do país, após a cobrança do mesmo. O retrato deste comandante saiu em todos os jornais do Brasil e nos noticiários da TV, fazendo o tal gesto obsceno. Eles pensam que são os "donos do mundo" e que podem menosprezar todos os outros países e suas leis. Neste caso se deram muito mal!

Entre ataques e contra-ataques, efeitos da globalização e aumento da pobreza principalmente no hemisfério sul, fruto da desigualdade social e deste sistema capitalista mais que louco, me pergunto: onde é que vamos chegar com tudo isso???

Garotos de Ipanema
(Reportagem da Veja desta semana)

Sol, praia, ambiente liberal e bons preços, além da beleza nativa, fazem o turismo gay internacional explodir no verão carioca
A garota de Ipanema já era. Nas areias da praia que serviu de passarela para a musa de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, agora quem ocupa espaço - e também desfila o corpinho - são os turistas gays, vindos de várias partes do mundo.

Interessante, não é?


 Escrito por Sandra às 22h12

Comente aqui: ou aqui: []

::Coluna no Viver na Alemanha::

Deixo aqui o endereço desta página muito informativa feita de brasileiros para brasileiros na Alemanha. Ganhei de presente o prazer de poder escrever e ver publicada lá uma coluna quinzenal, que está sendo inaugurada hoje com o texto "A Alemanha depende dos imigrantes". Aguardo sua visita! Obrigada!


 Escrito por Sandra às 01h05

Comente aqui: ou aqui: []

::Amor corporativo::
Outra entrevista legal da revista Época

Compartilhe seus conhecimentos, aumente e cultive sua rede de relacionamentos e tenha compaixão. Você vai se surpreender com os resultados.

Boa tese do vice-presidente mundial da Yahoo!, Tim Sanders. Mais dele:

"Eu creio que, no futuro, o sucesso estará baseado em valores um tanto vagos, como a maneira de você se expressar como líder, a cultura que adquirir, os processos de gerenciamento de informação que estabelecer para a sua equipe, as parcerias que formar em torno das oportunidades e dos desafios tecnológicos. Acredito que a tendência mais importante no mundo dos negócios é o declínio das raposas e dos tubarões e a ascensão de pessoas gentis e inteligentes, que eu chamo de lovecats. Elas serão bem-sucedidas.

Se você aplicar o sistema como eu expliquei - primeiro você educa, depois conecta as pessoas e as traz para perto -, tudo na base da confiança mútua, - eles vão te aceitar como um pai e não como um carcereiro.

Aqui, compaixão tem um significado muito mais abrangente do que piedade. Significa a disposição de demonstrar empatia e humanidade no ambiente de trabalho. Se os seus funcionários respeitarem você, então não haverá fraqueza. É mais provável que o mundo acredite num pequeno empresário que diga 'meu coração está cheio de amor', do que um grande empresário que diga 'eu amo você' e sorria maquiavelicamente.

Boas coisas acontecem com quem vive certo. Pessoas ricas que fazem o mal são como um jogo: sempre morrem tristes. É preciso se sentir bem com você mesmo.

O Dalai Lama fez o seguinte comentário: 'A única coisa que importa é o amor; qualquer pessoa que está morrendo percebe isso'.


 Escrito por Sandra às 00h13

Comente aqui: ou aqui: []

::Estou ouvindo 98 FM::
(E matando um pouco de saudades...)



MAIS UMA VEZ
Renato Russo/Flávio Venturini

Mas é claro que o sol
Vai voltar amanhã
Mais uma vez, eu sei

Escuridão já vi pior
De endoidecer gente sã
Espera que o sol já vem

Tem gente que está do mesmo lado que você
Mas deveria estar do lado de lá
Tem gente que machuca os outros

Tem gente que não sabe amar
Tem gente enganando a gente
Veja nossa vida como está
Mas eu sei que um dia a gente aprende

Se você quiser alguém em quem confiar
Confie em si mesmo
Quem acredita sempre alcança
Mas é claro que o sol...

Nunca deixe que lhe digam
Que não vale a pena
Acreditar no sonho que se tem
Ou que seus planos nunca vão dar certo
Ou que você nunca vai ser alguém

Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar
Mas eu sei que um dia a gente aprende

Se você quiser alguém em quem confiar
Confie em si mesmo
Quem acredita sempre alcança

Esta canção é co-autoria de Renato Russo e Flávio Venturini, e um verdadeiro hino e injeção de ânimo àquelas pessoas que por algum motivo deixaram temporariamente pra trás os seus sonhos e objetivos. Não se restringe somente a opção sexual (embora a leitura feita aqui também se aplique), o contexto é mais profundo. Tem a ver com a busca pela felicidade e a certeza de que se ela não está com a gente hoje, vai brilhar novamente amanhã. Por maiores que sejam as nossas trevas, problemas e preocupações, é preciso ter fé e o inevitável acontecerá. Lute pelos seus sonhos e acredite em vc!

O comentário acima é de Eduardo Lazarine que apresentou uma interpretação da música acima na internet e gerou muita discussão... Pra quem quiser ir conferir! Bom início de semana pra vocês! João e Patty, valeu nossa conexão Brasil-Suécia-Alemanha de ontem, ri muito com vocês dois!!!


 Escrito por Sandra às 02h40

Comente aqui: ou aqui: []

::Como começei a trabalhar na Alemanha::

Vim pra Alemanha em 1993, depois de ter terminado os estudos universitários, para fazer um estágio pela AIESEC na área de importação/exportação. O meu estágio foi de um ano e este foi um dos melhores anos da minha vida e ao mesmo tempo um dos mais difíceis. Um dos melhores por ter podido viver sozinha e pela primeira vez na minha vida totalmente independente, por ter podido viver a tão sonhada experiência internacional e por ter conhecido tantos lugares, pessoas e costumes diferentes. Difícil porque naquela época não existia ainda a Internet, as cartas demoravam demais, conseguir ler uma revista ou um jornal do Brasil era uma raridade e telefonar era caríssimo. As saudades e as dificuldades de comunicação tanto com minha família e amigos no Brasil quanto aqui na Alemanha eram muitíssimas, principalmente nos primeirottp://www.lost-in-translation.com/">filme da Sofia Coppola! E você?

Dica: veja outros textos da mesma autora. Seus assuntos são deveras interessantes.

 Escrito por Sandra às 05h35

Comente aqui: ou aqui: []


::Vida de estrangeiro - ou - alguns mitos e verdades sobre morar no exterior::

Parei uma vez de frente para uma igreja. Nela, um quadro de avisos, e nele, uma verdade: "Onde quer que você esteja, sempre irá levar na sua alma suas inquietações, suas dúvidas, sua história". Verdade absoluta.

Tem gente que vem pro exterior pra fugir de algum problema, acha que pode deixar preocupações para trás. Mero engano. As preocupações vão nos acompanhar, não importa onde quer que estejamos.

Posso sair do meu país com a ilusão de que lá fora tudo é perfeito e altamente organizado. As pessoas lá só agem sob as leis da ética. Tudo funciona. Outro engano. Os seres humanos são múltiplos e, bons e maus, preguiçosos ou eficientes, povoam todos os países deste mundo. Se no Brasil o político rouba descaradamente, aqui na Alemanha ele rouba por debaixo do pano, se achar que roubar é uma boa. E aqui muitas leis são seguidas não porque as pessoas são responsáveis o suficiente para segui-las, mas sim porque se não o fizerem, vão perder muitos e muitos euros pagando multas.

Tem gente que acha que tudo lá fora é melhor, até as pessoas são melhores. Na realidade não somos nem melhores nem piores que os outros, somos tão humanos quanto eles, com nossas qualidades e defeitos. No exterior existem muitos erros, muitos acertos. Muitos setorem onde estão avançados tecnologicamente, outros nem tanto. E nem só de bens materiais vive o homem...

Lá fora é que muitos ficam conhecendo melhor o país onde nasceram. Eu mesma fui uma que, através da liberdade de imprensa e da maneira direta de expor idéias dos alemães, praticamente sem meios-termos, conheci e li muito sobre o Brasil estando fora do meu país. Às vezes a gente tem que estar longe das nossas origens pra conhecer bem o lugar de onde viemos e quem realmente somos.

Uma coisa é certa: depois que tomar a decisão de sair do meu país, nunca mais voltarei a ter uma pátria, no sentido mais profundo da palavra, um lugar pra chamar de "meu". Nunca mais vou me se sentir 100% bem, onde quer que eu esteja. Quando estou aqui, me falta o pedaço de lá. Se estou lá, me falta o lado de cá. Se estou aqui, sou brasileira. Lá, sou chamada de "alemã".

Somos cidadãos do mundo e temos, afinal, o direito relativo de ir e vir. Escolhi um canto pra mim onde me sinto bem, dentro do possível, apesar dos pesares, e gosto de viver aqui. Que cada um de nós encontre um lugar onde sinta que leva uma vida com qualidade, ao lado de pessoas com as quais valha a pena dividir a vida, mesmo tendo que abdicar de muita coisa pra conquistar isso. A vida é feita de escolhas.

 Escrito por Sandra às 04h22

Comente aqui: ou aqui: []


::Vida de estrangeiro - ou - alguns mitos e verdades sobre morar no exterior::

Parei uma vez de frente para uma igreja. Nela, um quadro de avisos, e nele, uma verdade: "Onde quer que você esteja, sempre irá levar na sua alma suas inquietações, suas dúvidas, sua história". Verdade absoluta.

Tem gente que vem pro exterior pra fugir de algum problema, acha que pode deixar preocupações para trás. Mero engano. As preocupações vão nos acompanhar, não importa onde quer que estejamos.

Posso sair do meu país com a ilusão de que lá fora tudo é perfeito e altamente organizado. As pessoas lá só agem sob as leis da ética. Tudo funciona. Outro engano. Os seres humanos são múltiplos e, bons e maus, preguiçosos ou eficientes, povoam todos os países deste mundo. Se no Brasil o político rouba descaradamente, aqui na Alemanha ele rouba por debaixo do pano, se achar que roubar é uma boa. E aqui muitas leis são seguidas não porque as pessoas são responsáveis o suficiente para segui-las, mas sim porque se não o fizerem, vão perder muitos e muitos euros pagando multas.

Tem gente que acha que tudo lá fora é melhor, até as pessoas são melhores. Na realidade não somos nem melhores nem piores que os outros, somos tão humanos quanto eles, com nossas qualidades e defeitos. No exterior existem muitos erros, muitos acertos. Muitos setorem onde estão avançados tecnologicamente, outros nem tanto. E nem só de bens materiais vive o homem...

Lá fora é que muitos ficam conhecendo melhor o país onde nasceram. Eu mesma fui uma que, através da liberdade de imprensa e da maneira direta de expor idéias dos alemães, praticamente sem meios-tes meses...

Durante o ano de 1993 fiz na cara e na coragem a prova de alemão PNdS, que na época era a prova necessária pra entrar na universidade aqui. Passei e me inscrevi na faculdade de Letras, tendo mais tarde mudado de cidade e de curso. Com o fato de ter tido o visto alterado de "estagiária" para "estudante", tinha o direito de trabalhar oficialmente por um determinado período de tempo durante cada ano. Lógico que para viver e me sustentar fazia de tudo. Já trabalhei por exemplo em restaurante e como garçonete. Foi uma experiência legal que me dava o que eu precisava pra viver, e ao mesmo tempo podia frequentar a faculdade de International Business durante o dia.

Entrei com a papelada para pedir o reconhecimento dos meus estudos, mas infelizmente não reconheceram oficialmente nada. Fiquei decepcionadíssima! Mais tarde fiquei sabendo que costumam reconhecer aqui só cursos de Ciências Exatas e meus cursos são da área de Ciências Humanas. Isso significaria que teria que começar o meu curso do começo e precisaria fazer todas as matérias, o que para mim, como estrangeira, iria significar ficar na universidade mais alguns anos do que os estudantes alemães, para no final das contas sair com um diploma similar aos que já tenho. Isto estava fora de cogitação! Entrei numa sinuca e naquela época realmente não sabia mais o que fazer.

Mas sempre fui uma pessoa que anda de antenas ligadíssimas e um belo dia vi um anúncio de emprego na faculdade procurando por pessoas que falassem, dentre outras línguas, o português como língua pátria! Fui logo lá me apresentar, ou melhor, fui levada pelo meu então noivo, pois eu não tinha a menor idéia de onde ficava essa empresa, que aliás não era muito perto da minha casa.

Consegui uma colocação primeiramente como estagiária e como gostei de lá (atendimento de clientes internacionais da Lufthansa) e eles de mim, quando casei me ofereceram uma colocação fixa. Fiquei por lá 4 anos. De lá assumi o cargo de escriturária de exportação numa outra empresa e hoje sou assistente de exportação, trabalhando ao lado do diretor de exportação de uma empresa de médio porte alemã.

Depois de contar minha história profissional de mais de 10 anos aqui na Alemanha, queria colocar alguns pontos que talvez possam ajudar um ou outro na busca de seu lugar sob o sol aqui do outro lado do mundo :

- Estudar aqui ou fazer estágios pode ser um trampolim pra quem quer trabalhar e viver aqui. Além da AIESEC, que atende estudantes da área gerencial, ainda há a organização IAESTE, que oferece estágios nas áreas exatas (engenharia, biologia, etc.);

- Não se deixe desanimar se seus diplomas não forem reconhecidos logo de cara ! Como eu expliquei, eu não consegui que meus diplomas fossem reconhecidosbr />Posso sair do meu país com a ilusão de que lá fora tudo é perfeito e altamente organizado. As pessoas lá só agem sob as leis da ética. Tudo funciona. Outro engano. Os seres humanos são múltiplos e, bons e maus, preguiçosos ou eficientes, povoam todos os países deste mundo. Se no Brasil o político rouba descaradamente, aqui na Alemanha ele rouba por debaixo do pano, se achar que roubar é uma boa. E aqui muitas leis são seguidas não porque as pessoas são responsáveis o suficiente para segui-las, mas sim porque se não o fizerem, vão perder muitos e muitos euros pagando multas.

Tem gente que acha que tudo lá fora é melhor, até as pessoas são melhores. Na realidade não somos nem melhores nem piores que os outros, somos tão humanos quanto eles, com nossas qualidades e defeitos. No exterior existem muitos erros, muitos acertos. Muitos setorem onde estão avançados tecnologicamente, outros nem tanto. E nem só de bens materiais vive o homem...

Lá fora é que muitos ficam conhecendo melhor o país onde nasceram. Eu mesma fui uma que, através da liberdade de imprensa e da maneira direta de expor idéias dos alemães, praticamente sem meios-te e mesmo assim fui e sou aceita pelas empresas com a qualificação que tenho e com os documentos do Brasil ;

- Tente ver seus empregos numa linha, como parte de um projeto de muitos anos. Não desista se o seu primeiro emprego não for lá uma "Brastemp"! Se você não está ainda exatamente onde queria estar, busque caminhos (e tente muitos!) para avançar conforme seu desejo;

- Quando me casei, fui buscar minha licença de trabalho (Arbeitsgenehmigung) alguns dias depois do casamento. De início, as funcionárias do Arbeitsamt ficaram abismadas e não queriam me dar o tal documento de imediato. Tinha ido com meu marido, que entendia bem de leis para estrangeiros, e como não conseguiram explicar uma razão baseada nas leis pela qual eu não poderia sair de lá com a minha licença, não tiveram outra alternativa a não ser a de me dar o documento!

- Não se veja como um produto "menos qualificado" ou "menos competente" do que o trabalhador alemão ou de muitas outras nacionalidades. Você é um ser único e como tal pode obviamente apresentar pontos negativos para uma empresa (não vai saber falar e se expressar 100% correto em alemão, vai cometer erros de gramática, etc.), mas por outro lado você também tem vantagens (sabe falar outros idiomas, é flexível, tem idéias diferentes de outras pessoas, etc., tudo isso por ter vindo de um outro país e ter passado por outra formação escolar que as pessoas daqui). Você é um produto para o mercado de trabalho e como tal tente se vender da melhor maneira possível, ressaltando seus pontos positivos ao máximo. No dia-a-dia, tudo vira uma troca: você ajuda seus colegas de trabalho naquilo que pode, e eles vão te ajudar nas suas dificuldades com a língua. Lembre-se de agradecer sempre por ser corrigido e de oferecer sua ajuda sempre que puder. Ninguém nasceu perfeito!

- Não se deixe abater por receber respostas negativas e passar por muitas tentativas frustradas na busca por um emprego! A situação do mercado de trabalho está difícil mesmo, até para os próprios alemães, então sua melhor decisão é não se desanimar e continuar tentando!

- Sempre acompanho as discussões que aparecem aqui sobre a integração de estrangeiros. Tenho uma opinião dividida a respeito: tanto o alemão oferece, muitas vezes, pouca oportun

 Escrito por Sandra às 23h13

Comente aqui: ou aqui: []



::Cientistas alemães dizem que dormir ajuda a resolver problemas matemáticos::
Reportagem da Época

Estudiosos alemães conseguiram provar que dormir ajuda a resolver problemas matemáticos, sua pesquisa será publicada na revista "Nature". Os cientistas apresentaram problemas numéricos a três grupos de pessoas. O primeiro grupo dormiu entre a primeira sessão de estudo e a resolução do questão, o seguinte não dormiu e o terceiro fez uma parada diurna de oito horas, sem sono, entre a primera parte e a segunda do teste. Os que dormiram, tiveram êxito com os problemas. Aqueles que tiveram somente um intervalo de descanso e não dormiram, sentiram mais dificuldades para terminar a prova.

* * * * * *

E olha que deve ser verdade mesmo. Um colega meu de serviço comentou que depois de dormir, ou mesmo durante o sono, ele encontra soluções para variados problemas ligados ao seu trabalho (ele é responsável pelo desenvolvimento do software da empresa). A teoria dele ainda vai mais além: segundo ele, os sonhos funcionam também para que possamos guardar lembranças de forma mais duradoura na nossa memória. Qual é a opinião de vocês quanto a sono e sonhos?

 Escrito por Sandra às 00h40

Comente aqui: ou aqui: []

::Um pouquinho de Fernando Pessoa::

Navegue, descubra tesouros,
mas não os tires do fundo do mar, o lugar deles é lá.

Admire a Lua, sonhe com ela,
Mas não queira trazê-la para Terra.

Curta o Sol, se deixe acariciar por ele.
Mas lembre-se que o seu calor é para todos.

Sonhe com as estrelas, mas apenas sonhe,
Elas só podem brilhar no céu.

Não tente deter o vento, ele precisa correr por toda
parte, ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.

Não apare a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos,
Não pode molhar só o seu .

As lágrimas?
Não as seque, elas precisam correr na minha
Na sua, em todas as faces.

O sorriso!
Esse você deve segurar,
Não deixe-o ir embora, agarre-o!

Quem você ama ?
Guarde dentro de um porta jóias,
Tranque, perca a chave!
Quem você ama é a maior jóia que você possue,
a mais valiosa.

Não importa se a estação do ano muda,
Se o século vira e se o milênio é outro,
Se a idade aumenta;
Conserve a vontade de viver,
Não se chega a parte alguma sem ela.

Abra todas as janelas que encontrar
E as portas também.

Persiga um sonho,
Mas não deixe ele viver sozinho.

Alimente sua alma com amor,
Cure suas feridas com carinho.

Descubra-se todos os dias,
Deixe-se levar pelas vontades,
Mas não enlouqueça por elas.

Procure sempre o fim de uma história,
Seja ela qual for.

Dê um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.

Acelere seus pensamentos,
Mas não permita que eles te consumam.

Olhe para o lado, alguém precisa de você.

Abasteça seu coração de fé,
Não a perca nunca.

Mergulhe de cabeça nos seus desejos e satisfaça-os.

Agonize de dor por um amigo,
Só sai desta agonia se conseguir tirá-lo também.

Procure os seus caminhos,
Mas não magoe ninguém nessa procura.

Arrependa-se, volta atrás, peça perdão!

Não se acostume com o que não o faz feliz,

Revolte-se quando julgar necessário.

Alague seu coração de esperanças,
Mas não se afogue nelas.

Se achar que precisa voltar, volte!

Se achar que precisa seguir, siga!

Se estiver tudo errado, comece novamente

Se estiver tudo certo, continue

Se sentir saudades, mate-a

Se perder um amor, não se perca!

Se acha-lo, segure-o!

Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala

O mais, é nada!".

 Escrito por Sandra às 00h09

Comente aqui: ou aqui: []

::Os cisos se foram, mas as dores continuam::
Hoje o Matthias tirou os dois cisos de um mesmo lado. A operação foi ok, só que ele continua não conseguindo abrir a boca e por isso tem passado um pouco de fome. Sonha em poder voltar a abrir a boca e comer um sanduichão cheio de tudo o que ele achar pela frente! A boca dele travou por causa da inflamação que começou semana passada, que foi monstruosa mesmo. Seus remédios contra a dor são extra-fortes, mas mesmo assim não surtem bem efeito... Ele não está com vontade de tomar sorvete, mas se mudar de idéia eu compro pra ele. No momento, só consegue tomar líquidos e desde que ficou doente em casa estava comendo papinhas, sopas, etc. Eu é que tive sorte com esse negócio de dentes cisos, pois eu já vim ao mundo sem eles! Mas tomara que no caso do Matthias ele se recupere logo. A cara redonda por enquanto ainda não apareceu, mas as dores estão lá, firmes e fortes...

::Noite de horror::
A pior parte dessa estória ficou numa noite da semana passada em que o Matthias comecou a perder muito sangue pela boca e a Taísa estava com dor de barriga. Eu corria pra lá e pra cá, a Taísa vomitou e eu levei o Matthias pro médico porque ele estava perdendo sangue demais. No hospital, 5 horas da madruga, não só negaram a nos ajudar, dizendo que só um dentista poderia
fazer algo por ele, como também na saída, a recepcionista ainda nos parou para ter certeza de que ela não tinha mesmo que cobrar os tais 10 euros (desde o início do ano obrigatórios para cada ida de emergência ao hospital - explico mais abaixo)...
:-(. Voltamos pra casa e lá fui eu abrir livros e procurar o que podia fazer por ele. Coloquei algo gelado na parte de trás do pescoço dele, depois coloquei soro no seu nariz e uns "tampõezinhos" feitos de lenço de papel direto no sangramento. Li também que não se devia ficar lavando o local o tempo todo. Deu certo e ele dormiu, o sangramento parou. A Taísa voltou pra cama e também dormiu de novo. Daí, exausta e às 7horas da manhã, as minhas dores no estômago/intestino pioraram, comecei a ter cólicas, mas mesmo assim ainda consegui ir trabalhar e até levar a Taísa à escola. No final do dia, tudo estava bem melhor: o Matthias estava se sentindo um pouco melhor, a Taísa já não tinha mais nada e tinha passado um dia normal na escola e eu continuava com minhas dores. Tive foi uma baita prisão de ventre, também por ter comido carne vermelha, e tive que resolvê-la a base de sulfato de sódio...

::Reforma do sistema de saúde alemão::
É um absurdo mas desde o início do ano o clínico geral tem que nos dar transferência até para ir ao ginecologista (toda mulher sabe quando ela deve ir ao ginecologista!), mas é melhor do que pagar 10 euros por consulta a um médico especialista... Eu acho essa reforma da previdência alemã uma vergonha, na qual instituíram 10 euros por trimestre para médicos E dentista E visitas de eará as aulas de inglês (já começaram, inoficialmente). Constatei que a Taísa reclama menos por ter que ir às aulas e que ela é uma criança muito fácil de lidar, que é minha amiga e que temos um relacionamento bom uma com a outra. Ela se parece, em muitos pontos, comigo, e acho que por isso é que consigo entender bem suas reações. Falamos dela, de seu jeito de ser e de se comportar. Fui embora no final do meu horário de almoço. Não comi nada, mas me alimentei de amor.


 Escrito por Sandra às 21h50

Comente aqui: ou aqui: []

::Sistema de comentários::

O meu sistema de comentários não quer mais trabalhar e subiu pro andar de cima. Bem-vindos ao meu novo sistema de comentários do Comentar! :-)

Com esta medida, perdi todos os meus/seus comentários do mês de janeiro, mas como diz minha querida mamãe, mais tem Deus para dar do que o capeta para carregar!

 Escrito por Sandra às 01h44

Comente aqui: ou aqui: []

::Os cisos se foram, mas as dores continuam::
Hoje o Matthias tirou os dois cisos de um mesmo lado. A operação foi ok, só que ele continua não conseguindo abrir a boca e por isso tem passado um pouco de fome. Sonha em poder voltar a abrir a boca e comer um sanduichão cheio de tudo o que ele achar pela frente! A boca dele travou por causa da inflamação que começou semana passada, que foi monstruosa mesmo. Seus remédios contra a dor são extra-fortes, mas mesmo assim não surtem bem efeito... Ele não está com vontade de tomar sorvete, mas se mudar de idéia eu compro pra ele. No momento, só consegue tomar líquidos e desde que ficou doente em casa estava comendo papinhas, sopas, etc. Eu é que tive sorte com esse negócio de dentes cisos, pois eu já vim ao mundo sem eles! Mas tomara que no caso do Matthias ele se recupere logo. A cara redonda por enquanto ainda não apareceu, mas as dores estão lá, firmes e fortes...

::Noite de horror::
A pior parte dessa estória ficou numa noite da semana passada em que o Matthias comecou a perder muito sangue pela boca e a Taísa estava com dor de barriga. Eu corria pra lá e pra cá, a Taísa vomitou e eu levei o Matthias pro médico porque ele estava perdendo sangue demais. No hospital, 5 horas da madruga, não só negaram a nos ajudar, dizendo que só um dentista poderia
fazer algo por ele, como também na saída, a recepcionista ainda nos parou para ter certeza de que ela não tinha mesmo que cobrar os tais 10 euros (desde o início do ano obrigatórios para cada ida de emergência ao hospital - explico mais abaixo)...
:-(. Voltamos pra casa e lá fui eu abrir livros e procurar o que podia fazer por ele. Coloquei algo gelado na parte de trás do pescoço dele, depois coloquei soro no seu nariz e uns "tampõezinhos" feitos de lenço de papel direto no sangramento. Li também que não se devia ficar lavando o local o tempo todo. Deu certo e ele dormiu, o sangramento parou. A Taísa voltou pra cama e também dormiu de novo. Daí, exausta e às 7horas da manhã, as minhas dores no estômago/intestino pioraram, comecei a ter cólmergência ao hospital E fisioterapeutas, além de terem aumentado a quantia que as pessoas têm que pagar para comprar remédios (uma parte é paga pelo doente, outra pela previdência). No final das contas, os menos favorecidos e os doentes crônicos é
que terão que pagar o pato com esses aumentos loucos, mas pelo menos através dessa reforma as pessoas estao repensando seus conceitos sobre uma vida saudável. Até eu entrei nessa: estou começando devagar e sempre a fazer exercícios físicos. Ontem fiz "walken" com a Sabine, irmã do Matthias, que nada mais é do que andar rápido levantando os braços como se a gente estivesse correndo. Estivemos passeando por 45 minutos, nós a pé e o Nici, filho dela, mais a Taísa de bicicleta. Gostei e semana que vem repetirei a dose.

::Amigos (até agora) virtuais::
Ontem tive o prazer de bater o maior papo com um dos meus mais fiéis leitores do Blog, o João Bosco de Beagá. Valeu João! Vamos bater papo outro dia de novo, ok ?


 Escrito por Sandra às 22h06

Comente aqui: ou aqui: []

::Xuxu doente...::

O Matthias tá doente... Ele amanheceu com muita dor, achando que era de dente. Foi à nossa médica e ela constatou que é um problema no pescoço dele, nas glândulas linfáticas . É uma disfunção benigna, feito uma pintinha na pele também é. Na hora que ele me ligou avisando, no trabalho, fiquei pensando em coisa ruim. Mas parece que não é nada ruim não, mas infelizmente dói muito e ele está tendo que tomar penicilina. Vai ficar a semana toda em casa de molho e amanhã vai receber uma transferência pra ir a um otorrinonaringologista (que palavrão, né?). Pena que ele mal está conseguindo abrir a boca e mal consegue engolir comida ou beber qualquer bebida que seja. Dei remédio para suas dores pra ele, assim que cheguei em casa, e quando o remédio fez efeito ele aproveitou pra comer um pouco. Vamos ver o que o outro médico vai dizer amanhã!


 Escrito por Sandra às 02h32

Comente aqui: ou aqui: []



Uma propaganda da marca de relógios suíços IWC, de certa forma machista mas ao mesmo tempo inteligente e bem feita. O outdoor diz o seguinte: "Quase tão bonito quanto uma mulher. Mas "anda direito". E abaixo: IWC desde 1868. E até que os homens continuem existindo".

::Relógio biológico x relógio real::

Eu não tenho jeito mesmo. No final de semana me dou o luxo de viver de acordo com o meu relógio biológico: vou dormir às 2/3hrs. da manhã e acordo perto do meio-dia (Parêntesis: ontem, com direito até a café-da-manhã na cama preparado pela minha filhota! :-). Só que de domingo pra segunda a coisa aperta! E às vezes ainda coloco na cabeça que o horário XYZ está ok e perfeitamente dentro dos limites externos, e lógico que muitas vezes isso não dá certo, como hoje: saí de casa às 7:50 horas, deixei a Taísa na escola às 8:00. Detalhe: as aulas dela começaram às 7:45 horas... E amanhã de novo! Hoje vou dormir bem mais cedo, prometo!!!! Engraçado foi constatar, junto com um colega meu de serviço, que o meu relógio biológico funciona a base de horários brasileiros, como se eu ainda estivesse lá. Será que só eu é que sou doida desse tanto ?

::Furacão::

Está passando um furacão por aqui neste momento... Como também está chovendo, a sensação que tenho é a de morar à beira de um mar revolto e bravo... Mas tudo sob controle! Hoje avisaram nas rádios locais pra ninguém sair de casa se não for realmente necessário e que o furacão traria alguns estragos que poderiam dificultar o trânsito local, dentre outros. Numa montanha aqui perto, anunciaram ventos a 150km/hora. É mole? Fico lembrando da primeira vez que vivenciei um furacão aqui. Eu estava tomando café e de repente percebi que lá fora o vento soprava numa velocidade enorme... O nome da coisa era « Orcan », que pra mim deveria ser algo como « vento forte » em português. Depois de procurar o significado da palavra no dicionário, me assustei por ter vivenciado um furacão e, de quebra, ainda escrevi pra minha mãe e falei de um "vulcão", pra não fugir à regra da minha mania de trocar palavras (pelo menos na minha cabeça) semelhantes...

::Limpeza e arrumação::

Tenho aprendido que devo me livrar do maior número de coisas possíveis que não me servem mais na minha vida, pra dar lugar e espaço para novas coisas surgirem. Tenho tido mais facilidade pra me desprender das coisas, pra decidir que « quero isso » e « isso não quero/preciso mais ». Pior é minha filha, que chora por qualquer desenho, brinquedo, por menor que este seja, na ilusão de que sempre poderá guardar e ter tudo perto de si. Pois bem, separar o "joio do trigo" é fácil. Difícil é decidir o que fazer com o que não quero mais (opcões: jogar fora, dar pra alguém, vender) e pior ainda onde colocar o que ainda quero (principalmente papéis e similares). Ainda estou em processo de aprendizado... Alguma sugestão?

Li um livro legal a respeito, dizendo que temos que constantemente limpar nossas coisas, mas também nosso corpo e nosso espírito. Os pensamentos a seguir traduzem bem os ensinamentos que estão por detrás disso: "Só devo dar valor aquilo que realmente levaria para meu túmulo. E com certeza não são muitas coisas" ou "Não sou dona de nada. Simplesmente tenho algumas coisas que no momento me foram emprestadas e com as quais no momento faço uma parte de minha caminhada aqui na Terra".

::Questão de trabalho::

Perguntinha pros que são feras na Internet: na próxima sexta terei um encontro com o chefão da empresa sobre « sites de busca » e « marketing/site da empresa ». Temos um site muito bom, mas que não é encontrado com facilidade na Internet. O que podemos fazer pra facilitar a vida dos nossos futuros clientes (e a nossa)?


 Escrito por Sandra às 00h21

Comente aqui: ou aqui: []



::Alguns erros sobre o amor::
Traduzido de uma reportagem da Cosmopolitan alemã

1 - Desta vez tudo vai ser diferente
Podemos pular de um extremo para o outro: mas tudo fica como sempre foi no passado.
Melhor acreditar que: se eu mudar, tudo pode ficar diferente. Nossa tendência é repetir nos novos relacionamentos os erros dos antigos, por isso temos que tentar entender e mudar o que sempre fazemos errado para quebrar esse ciclo vicioso.

2 - Os opostos se atraem
"Harmonia é algo para pessoas sem graça" - é o que algumas pessoas pensam. Ter com quem brigar é uma coisa, outra é não ter uma pessoa com quem se possa dividir valores.
Melhor acreditar que: os iguais ficam juntos por mais tempo. Quem divide valores e objetivos de vida com uma pessoa, tende a ficar mais tempo com ela. E o que já era motivo de briga no começo do relacionamento, tende a perdurar para todo o sempre, amém.

3 - Ele fará da minha vida uma vida feliz
Uma pessoa pode se achar gorda. Feia. Baixinha. Mas com seu príncipe encantado ao seu lado, tudo vai ser diferente.
Melhor acreditar que: "se eu for feliz comigo mesma, serei feliz com meu parceiro". A felicidade não vai ser servida pra mim pelo meu parceiro como uma linda torta de morangos, eu é que tenho que ir atrás da minha própria felicidade. Se tenho uma vida satisfatória, isso afetará meu relacionamento. E nunca o contrário.

4 - Se eu o amo, ele se mudará para mim
Ele tem muito do que não gosto. Mas com um pouco de jeitinho e muito amor, vou fazer dele aquilo que quero pra mim.
Melhor acreditar que: "amar é aceitar o outro como ele é". O caminho para mudanças só será iniciado depois de um parceiro ter aceito o outro com todos os seus defeitos.

5 - Tenho que passar o máximo de tempo com meu companheiro
O esquema "nós contra o resto do mundo". No começo de uma paixão isso funciona, mas a longo prazo o outro não poderá preencher aquilo que eu deixo de fazer para satisfazê-lo.
Melhor acreditar que: "a liberdade é o carro-chefe do relacionamento". Apesar do mundo construído a dois, os mundos individuais de cada um continua existindo. Assim como deve existir um tempo a dois, deve existir um tempo para cada um. O outro é um indivíduo e como tal deve ser respeitado na busca de sua felicidade pessoal.

6 - No amor não devem existir segredos
Isso se assemelha a controle total sobre o corpo e o espírito do outro
Melhor acreditar que: "devemos dividir tudo aquilo que seja importante para o nosso relacionamento".

7 - Meu parceiro nunca iria me trair
Casa comprada. Filhos. Muitos anos se passaram. Posso acreditar que ele só tem olhos pra mim? O desejo de fidelidade é tão grande quanto a atração que posso sentir por outras pessoas.
Melhor acreditar que: não posso ser dono do outro. Uma pessoa com os pés no chão sabe que existe a possibilidade constante da traição. Mas por causa deste fato não devo ficar controlando a vida do outro, pois controle mata o amor.

8 - Um amor que já morreu pode renascer
Muitas pessoas passam anos dentro de relacionamentos que já morreram. A situação financeira. O status. Os filhos. O amor que já existiu um dia entre os dois pode voltar a nascer. Mas isso é uma grande exceção.
Melhor acreditar que: "existem outras pessoas no mundo que podem me amar". Existe um tempo para cada relacionamento. Quando ele acaba, não adianta insistir. Podemos trabalhar em prol de um relacionamento e de seus problemas, mas não mudaremos nossos sentimentos.

 Escrito por Sandra às 16h31

Comente aqui: ou aqui: []

::Crianças::

Há poucos dias encontraram no banheiro de um hospital aqui na Alemanha uma menininha morta. Ela tinha aproximadamente 3 anos de idade, estava toda espancada e tinha os cabelos raspados para dificultar a identificação. Uma grande crueldade! Ontem o caso dessa menina saiu num programa de televisão, pois a polícia queria muito encontrar a(s) pessoa(s) que cometeu(ram) esse crime. Hoje, depois de quase 200 pistas dadas pela população, felizmente acharam quem matou a criança : os próprios pais, que já estavam nesta altura na Itália, tentando fugir para a Turquia e para longe das mãos da polícia.

Muitas vezes os pais se sentem transtornados com os filhos. Eles não são sempre os filhos-modelo que desejamos, aí podem vir problemas externos como alcoolismo, desemprego, drogas, falta de estrutura psicológica dos pais - e o palco está armado !... São tantos problemas ! E muitas vezes, quem paga o « pato » são as crianças, as indefesas. Que este caso fique de exemplo que o melhor mesmo é procurar ajuda, caso surjam problemas, em prol do filho e de si mesmo como pai ou mãe.

Ainda sobre crianças, eu estou radiante porque consegui finalmente apadrinhar uma criança brasileira através da Visão Mundial (www.visaomundial.org.br). Eles têm um programa muito legal e promovem projetos junto a comunidades carentes, procurando pessoas que possam apadrinhar as crianças que fazem parte do projeto. O desconto é feito bem comodamente, dentre outras maneiras através do cartão de crédito e o valor é irrisório, principalmente pra quem mora fora do Brasil. São 30 reais ou aproximadamente 8 euros por mês. Espero que com estas linhas eu tenha animado outras pessoas a passar no site da Visão Mundial e apadrinhar outras crianças . A « minha » apadrinhada tem 7 anos, é uma menina, ainda não vai à escola, mas eu já estou feliz hoje pelas possíveis cartinhas que ela e minha filha irão trocar no futuro. E pra minha filha, indiretamente, é uma lição de vida, pois ela deverá sempre se lembrar que infelizmente não é toda criança no mundo que tem a sorte de nascer numa família que lhe pode proporcionar uma vida tão simples como a dela.

Abaixo segue o poema mais verdadeiro que conheço quando se trata de filhos. Espero que gostem!

Vossos Filhos
Gibran Kalil Gibran

Vossos filhos não são vossos filhos.
São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
Vêm através de vós, mas não de vós.
E embora vivam convosco, não vos pertencem.

Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos.
Porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
Pois suas almas moram na mansão do amanhã, que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós,
Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.

Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
O Arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a Sua força para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do Arqueiro seja vossa alegria:
Pois assim como Ele ama a flecha que voa, ama também o arco que permanece estável.



 Escrito por Sandra às 21h44

Comente aqui: ou aqui: []

::Afirmação de Robbie Williams, dono de uma fortuna de US$ 120 milhões::

- "Dinheiro não tem nada a ver com felicidade. Às vezes eu tenho vontade de doar tudo" - afirmou o cantor. - "Nos meus momentos mais negros, fico convencido de que minha vida seria bem melhor se eu não tivesse mais que cem libras. Eu poderia, então, andar pelas ruas como um homem livre, conhecer uma garota e viver a vida tranqüila que eu quero para mim".


 Escrito por Sandra às 23h22

Comente aqui: ou aqui: []

::Atendendo a pedidos::

Tá bom, tá bom... Pra matar a curiosidade de vocês, eu vou colocar as tais fotos no Fotolog. Mas não tem nada demais não. São fotos da noite de Ano Novo, uma comigo e o Matthias e a outra com o Matthias e sua irmã que mora na Espanha. Momentinho... A primeira já tá lá, a segunda entra no ar amanhã, ok ? Espero que gostem! :-)

::Fim das férias::

Amanhã volto ao batente e à rotina... Taísa volta às aulas, Matthias também ao trabalho... :-(
Quero férias permanentes!!!


 Escrito por Sandra às 00h36

Comente aqui: ou aqui: []

::Reciprocidade::

Os EUA estão aproveitando a onda do terrorismo pra aumentar o controle em relação aos estrangeiros. Aqueles não pertencentes aos 28 países (a maioria europeus) que não precisam de visto pra entrar nos EUA são fichados, desde a segunda-feira passada, nos portos e aeroportos de entrada, tendo que deixar foto e impressões digitais. Essas informações são checadas, segundo a reportagem da Época, junto a um banco de dados contendo antecedentes de criminosos e terroristas. Alegando medida de reciprocidade, agora também os americanos que entrarem no Brasil também terão que passar pelo mesmo processo. Legal! Ou será que os americanos achavam que só eles é que podem gerar polêmica ???

::Bodensee-Therme::

Fomos hoje a uma grande piscina pública com água medicinal na cidade de Überlingen chamada Bodensee-Therme. Lá tem uma parte com piscinas (todas aquecidas) para lazer e esporte, outras piscinas ao ar livre, piscinas para crianças, piscinas com água medicinal e vários tipos de sauna. A localização é excelente, de frente para o lago e a arquitetura, bem aberta e com muitos vidros, deixa muita transparência e muita vista bonita pra ser admirada. Ir a um lugar desses é um prato cheio para um brasileiro, pois algo assim, público, não existe no Brasil. As diferenças vão desde o conceito de piscina pública, passando pelos trajes de banho dos alemães e continuando pela vergonha que eles não tem (e com muita razão!) de "farofar". Aqui, cada um pode trazer o que quer comer e se sente até inteligente por poder economizar um pouquinho tendo trazido comida de casa. E não é pra menos, pois tudo aqui é caro. A visita à Bodensee-Therme ficou, com desconto para família, em quase 16 euros para mim e minha filha para 4 horas de permanência.

::Mortes::

Este ano começou com um funeral. O filho do dono da minha empresa morreu pouco antes do Natal com 24 anos de idade e seu enterro foi ontem à tarde. Ninguém sabe ao certo a razão de sua morte, mas o certo é que ele se foi e muito cedo. O padre que fez a missa disse que cada pessoa que passa por nossas vidas quer nos deixar um recado. Pois bem: a mãe do meu namorado, que morreu em abril do ano passado, disse pra mim que devo viver de maneira tal que, quando envelhecer e olhar pra trás, me sinta satisfeita com o que vivi. Há poucos dias atrás recebemos outra notícia de morte. Desta vez, de um cliente do restaurante do pai do meu namorado. Ele foi encontrado morto em casa, com hemorragia interna. Ele tinha tido uma vida difícil, pelo que contava, pois tinha se matado de trabalhar pra ter uma boa vida com sua esposa e ela se separou dele, arrumou outro e ainda deu o golpe nele, tendo conseguido, pouco antes da separação, que ele passasse a casa deles pro nome dela. Esse cara me deixou o recado que mesmo depois de uma grande decepção a gente não pode desistir da vida e se entregar ao álcool. Se a gente se entrega, ele nos leva. Isto é certo. E o que a morte do filho do dono me deixou? Ele era uma pessoa super feliz e pra cima. Sabia aproveitar a vida e a grana da família. Mas o que fica é que de nada adianta grana ou poder, se não tenho uma família saudável. E que devemos aproveitar cada minuto com nossos queridos, bem aproveitado mesmo, pois nunca se sabe quando chegará a hora da partida...

::Honestidade::

Na noite de Ano Novo aconteceu o inesperado numa cidadezinha perto daqui do lago. Um taxista tinha levado pessoas (muitas alcoolizadas) festejando a entrada do ano novo pra cima e pra baixo em seu taxi, durante toda a noite. No final da jornada de trabalho, ele deu uma olhada no carro e achou uma bolsa (um modelo típico daqui para transportar valores pro banco), abriu a tal da bolsa e achou 40.000 euros. Ele não hesitou e levou a grana pra polícia. No outro dia de manhã, um senhor foi à polícia afirmando ter esquecido uma bolsa dessas num taxi, contendo uma alta quantia de dinheiro. Depois da polícia ter checado se este cara era mesmo o dono da grana, ela foi retornada para o dono. Sortudo, não? E pra quem achava que não existiam mais pessoas honestas neste mundo¿ o taxista provou que ainda existem! E bota honesto nisso!


 Escrito por Sandra às 23h59

Comente aqui: ou aqui: []

::Bruce e Anna::



Vimos mais dois filmes em DVD. Seria impossível que eles fossem mais diferentes um do outro.

O primeiro foi a comédia Bruce Allmächtig, ou no Brasil intitulado de Todo Poderoso, onde um cara que reclamava muito da vida teve o direito de ser Deus por uma semana e no final desta, depois de perder a namorada e o emprego, percebeu que se pudesse voltar a ter a vida que tinha já dava pra ser extremamente satisfeito. O recado é legal, o ator Jim Carrey é ótimo mas o humor do americano definitivamente não é o meu. Como distração por algumas horas este filme é suficiente. Nada além disso.

O outro foi um espetáculo: Anna und der König, Anna e o Rei. Fala de uma linda história de amor entre uma professora inglesa e um rei do Sião, que veridicamente aconteceu a partir de 1860. Ela foi pra lá pra dar aulas para os 58 filhos dele, que tinha várias mulheres. Ela se via como mulher de igual para igual ao rei ou a qualquer outra pessoa, ela era tão inteligente quanto o rei, tinha coragem de dizer o que pensava, se apaixonou por ele e este amor foi correspondido, e através dela ele aprendeu que é possível amar uma só mulher e se sentir realizado somente com ela. Muito bonito! Um dos filmes mais bonitos que já tive a oportunidade de ver!

::O futuro está aí::

Em 2004 vamos viver mais tecnologicamente e mais estressadamente do que em 2003. Muito vai mudar e muita coisa vai ficar mais cara. Aqui na Alemanha, desde o começo do ano paga-se 10 euros por trimestre pela 1a. consulta ao médico e os remédios também ficaram mais caros. O governo alemão começou o ano querendo dar um basta ao trabalho ilegal no país. Estão querendo punir até quem tenha empregada doméstica sem os documentos adequados. Tudo corre, tudo muda, tudo gira: a grande onda é de wellness, de tentar achar um oásis de descanso no meio dessa loucura toda . Muitos querem parar, poucos conseguem. Tentei parar várias vezes durante o ano de 2003, mas não consegui. Mas tenho conseguido nesses dias de férias. Desejo pra todos nós que não tentemos só fazer um ano melhor do que o outro, mas sim um dia melhor do que o anterior.


 Escrito por Sandra às 06h15

Comente aqui: ou aqui: []

::Contrastes::
Post de sábado à noite

Fico imaginando o contraste: vocês aí no Brasil sem conseguir dormir de tanto calor, e nós aqui nessa imensa geladeira! Mas o frio também tem seu lado legal, como as brincadeiras na neve e as descidas de trenó. Aproveitamos pra fazer um passeio desses hoje com meus sogros e meu sobrinho recém-nascido. Fomos a uma montanha bem alta, de onde se vê boa parte do lago de Constança e de lá do alto subimos e descemos algumas vezes de trenó: eu, meu sogro e a Taísa. Vocês acreditam que ela adora comer neve?!? Parece que toda criança aqui adora...

Incrivelmente o nosso vizinho do 1. andar (moramos no 3.) acaba de vir aqui (detalhe: 23:30 horas da noite!...) pra reclamar que a nossa máquina de lavar roupas está incomodando a casa inteira. Outro detalhe: nossa máquina de lavar roupas não está funcionando no momento! Matthias o atendeu e disse pra ele que nossa máquina não está funcionando agora e que não são sempre os "novos" no prédio que são culpados de tudo. Eu acho super engraçado o vizinho lá de baixo vir aqui em cima reclamar... Se alguém tivesse que reclamar, que fosse o vizinho que mora debaixo de nós. E cá pra nós, essa mania de reclamar até da sombra do outro é bem alemã. Eu pessoalmente não passei por nenhum prédio onde as pessoas não reclamassem umas das outras como vizinhas. Triste, mas realidade aqui!


 Escrito por Sandra às 05h46

Comente aqui: ou aqui: []



::Feliz Ano Novo::

E bem-vindos a 2004!

Chegamos há algumas horas da Baviera. O Ano Novo lá foi jóia. O pai do Matthias fez uma festinha com música ao vivo e o povo comeu, bebeu, dançou e aproveitou bastante... Meia-noite chegou e eu nem percebi como as horas passaram voando! Daí foi a hora dos fogos de artifício, muito, muito mais fogos do que aqui no Lago de Constança. Queríamos ir embora no outro dia, mas nao foi possível.... Eu me levantei depois de uma da tarde, o Matthias mais tarde ainda, pois ficou esperando os últimos clientes irem embora (por volta das seis da manhã), e esses são sempre os mais difíceis. :-)

A Taísa felizmente já está bem melhor. Fomos chegando em casa e ela já ligou pros avós, amanha vamos sair pra brincar na neve juntos. O antibiótico já está chegando no final e a dor de ouvido felizmente já se foi.

Vimos outro filme, desta vez um que a Taísa ganhou. É um desenho tipo de Walt Disney contando a história de José, o Rei dos Sonhos (Joseph, König der Träume). É tão lindinho e tão educativo! A história conta todos os detalhes de sua vida desde seu nascimento até quando se tornou o 2. homem mais importante no Egito antigo, como conselheiro do faraó. A Taísa adorou e viu o fime várias vezes seguidas. E eu fiquei com vontade de aprender mais sobre as histórias da Bíblia! :-)

Vou procurar uns livros infantis pra ler com a Tatá e volto logo...



 Escrito por Sandra às 01h11

Comente aqui: ou aqui: []
Meu nome: Sandra
Aniversário: Dia de sorte
Signo: Virgem


Gosto:
De melancia
Laranja
Sol
Viajar
Bater papo
Rodar o mundo

Não Gosto:
De cinza
Monotonia
Chuva

Ouço:
Norah Jones
John Mayer
Marisa Monte
Adriana Calcanhoto
Legiao Urbana
Cazuza
Milton Nascimento
Toquinho e Vinícius
JAZZ
BOSSA NOVA
MÚSICA COM LETRA INTELIGENTE OU BATUQUE BOM =D
MPB

Vejo:
Eu nao sou de ver TV, sou mais de ler e escrever... mas adoro cinema!

Leio:
Vá onde seu coração mandar - Susanna Tamaro
Utta Danella
Paulo Coelho
Geraldo Eustáquio de Souza
Meu perfil
BRASIL , Mulher , de 26 a 35 anos , Portuguese , German , Cinema e vídeo , Informática e Internet , Viagens, Leituras...
MSN -



Histórico
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004
01/01/2004 a 31/01/2004
01/12/2003 a 31/12/2003
01/11/2003 a 30/11/2003
01/10/2003 a 31/10/2003
01/09/2003 a 30/09/2003
01/08/2003 a 31/08/2003
01/07/2003 a 31/07/2003
01/06/2003 a 30/06/2003
01/05/2003 a 31/05/2003

Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Pousada Ilha do Sol
Sítio do Ipê Amarelo
Viver na Alemanha
Manual para a Alemanha
Mundo Pequeno
Companhia para Crescer
Warrior of the Light
Karey Lorena
Patilein
Trocando Figurinhas
Zero Grau
UOL
UOL SITES


 


 



Blogs que leio:
Daniel Eisheiliger
Ar de Amor
Consulta Sentimental
Indizível
Trocando Figurinhas
Tricotando



Site Meter